Publicidade
Notícias | São Leopoldo

Lavagem de roupas

Publicado em: 23.10.2020 às 08:00 Última atualização: 23.10.2020 às 09:18

Trabalho de pesquisa em andamento na Bacia do Sinos Foto: Diego da Rosa/GES
O estudo contará com a participação de estudantes de pós-graduação em Biologia e alunos dos cursos de Nutrição, Engenharia Civil e Geologia, que farão análise de diversas categorias de amostras para diagnosticar as concentrações de microplástico e bisfenol A no sedimento, na água bruta e tratada.

O projeto vai ainda investigar a presença dessas substâncias nos tecidos de peixes, no esgoto doméstico e nos efluentes da lavagem de roupas em máquinas residenciais de oito municípios da bacia: Santo Antônio da Patrulha, Taquara, Sapiranga, Campo Bom, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Esteio e Canoas.

"A maior parte de partículas, que nós encontramos na água foram fibras, provavelmente oriundas da lavagem de roupas", ressalta Uwe, enfatizando que essas partículas foram encontradas na água e em peixes. Na avaliação dele, são partículas de fibras têxteis, provavelmente de origem do esgoto não tratado de máquinas de lavar. "Uma única lavagem pode soltar mais de 700 mil fibras", destaca o professor.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.