Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul PROGRAMA AVANÇAR NA SAÚDE

RS prevê R$ 249,7 milhões na saúde; veja hospitais da região que serão contemplados

Lançamento do plano ocorreu na manhã desta segunda-feira (13)

Publicado em: 13.09.2021 às 13:14 Última atualização: 13.09.2021 às 13:19

Dos 20 hospitais contemplados pelo Avançar na Saúde, programa lançado pelo governo do Estado, na manhã desta segunda-feira (13), quatro são da região. O Hospital Municipal, de Novo Hamburgo, o São Francisco de Assis, de Parobé, o Hospital de Tramandaí e o complexo de saúde de Taquara, fazem parte da lista de beneficiados.

Dos R$ 249,7 milhões de investimentos previstos até 2022 para a rede de atenção à saúde, dos quais R$ 177,5 são para hospitais, a região ficará com R$ 20,1 milhões. Eles ficaram divididos da seguinte forma: R$ 11,1 milhões vão para Tramandaí, R$ 4 milhões para Parobé, R$ 2,6 milhões para Novo Hamburgo e R$ 2,4 milhões para Taquara.

Avançar na Saúde: este é o maior investimento já realizado em saúde no Estado nos últimos 20 anos, disse Eduardo Leite na manhã desta segunda-feira (13) Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Segundo Eduardo Leite, este é o maior investimento já realizado em saúde no Estado nos últimos 20 anos.  O Avançar na Saúde faz parte do Avançar para as Pessoas, que reúne ações com foco na prestação de serviços públicos nas áreas de saúde, educação, ação social, segurança e cultura. Os outros eixos são Avançar no Crescimento, trata de apoio à atividade econômica, desonerações fiscais, logística e mobilidade, e Avançar com Sustentabilidade, que engloba projetos nas áreas ambiental, de tecnologia e de inovação.

 

 

 

Como será a divisão

Hospital Municipal de Novo Hamburgo Foto: Inézio Machado/ARQUIVO-GES
Os quase R$ 250 milhões do plano de investimentos em saúde estão divididos da seguinte forma:

• R$ 177,5 milhões para a rede hospitalar: serão beneficiados 20 hospitais de 16 municípios de todas as regiões do Estado para obras, reformas e aquisições de equipamentos (veja a lista de hospitais ao final do texto);

• R$ 31,4 milhões para a implementação da Rede Bem Cuidar (RBC) na Atenção Primária à Saúde (APS): estão previstos R$ 14,9 milhões para adesão ao programa, além de R$ 6 milhões para reforma de unidades básicas de saúde (UBS) e R$ 10,5 milhões para a reforma e ampliação de outras 30 UBS;

• R$ 21 milhões para a Farmácia Cuidar+: serão destinados recursos para os municípios qualificarem o cuidado farmacêutico por meio da estruturação e qualificação de consultórios farmacêuticos, implementação da dispensação qualificada e acompanhamento farmacoterapêutico para asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC);

• R$ 19,8 milhões para a estrutura da Secretaria Estadual da Saúde (SES): recursos serão destinados para melhorias no transporte, com R$ 9,8 milhões para renovação da frota de veículos, e R$ 10 milhões equipamentos de informática para a SES e coordenadorias regionais de saúde (CRS).

 

Hospitais contemplados pelo Avançar na Saúde:

1. Hospital Regional de Santa Maria
2. Santa Casa de Alegrete
3. Hospital Nora Teixeira, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
4. Instituto de Cardiologia – Porto Alegre
5. Hospital São Francisco de Assis – Parobé
6. Hospital de Caridade de São Jerônimo
7. Hospital de Tramandaí
8. Hospital de Santo Ângelo
9. Hospital Beneficente César Santos – Passo Fundo
10. Hospital de Clínicas de Passo Fundo
11. Hospital São Vicente de Paulo – Passo Fundo
12. Hospital Beneficente São João – Sananduva
13. Hospital Pronto Socorro de Pelotas
14. Hospital Geral de Caxias do Sul
15. Hospital de Santa Cruz – Santa Cruz do Sul
16. Hospital São Sebastião Mártir – Venâncio Aires
17. Hospital Bruno Born – Lajeado
18. Hospital Santa Terezinha de Erechim
19. Hospital Municipal de Novo Hamburgo
20. Complexo de Saúde de Taquara

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.