Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região COMUNIDADE

Feira do Marechal Rondon completa 25 anos em Canoas

Feira ocorre duas vezes por semana, nas quartas-feiras e aos sábados no largo da Inconfidência

Por Juliano Piasentin
Publicado em: 04.08.2022 às 03:00 Última atualização: 05.08.2022 às 16:01

Criada em 1997, a Feira Orgânica da Marechal Rondon, completa 25 anos no próximo domingo (7). E conforme o fundador, Natalício Pereira, 65 anos, que até hoje vende seus produtos coloniais no local, a feira começou apenas com quatro feirantes. "Hoje somos cerca de 20 barracas, estamos aqui sempre nas quartas-feiras e aos sábados", conta ele, que traz os queijos e salames de Carlos Barbosa, na serra gaúcha. "O preço aumentou, mas seguimos vendemos bem, isso não chegou a nos afetar", comemora. A servidora pública Daniela de Andrade, reitera que não deixa de comprar seu queijo colonial. "Venho todas as quartas-feiras, a qualidade é diferenciada", explica.

Agricultor de Nova Santa Rita, Darcy Zatti, vende caldo de cana na feira
Agricultor de Nova Santa Rita, Darcy Zatti, vende caldo de cana na feira Foto: Raquel Kothe/GES-Especial


Quem também está há tempos no local, é a feirante Maria de Moura Fortes, 61 anos, 20 deles participando da feira orgânica. Moradora de Nova Santa Rita, ela vive no Assentamento Itapuí, dona Maria afirma que todos os produtos vendidos na banca são produzidos pela família. "Produzimos tudo, alface, radite, rúcula, cenoura." Ela diz que as vendas seguem em alta. "Temos pessoas que inclusive encomendam, temos vários clientes fixos."

Outro morador de Nova Santa Rita, o agricultor Darcy Zatti, vende caldo de cana e além da feira da Rondon, participa na quarta-feira pela manhã em outra, no bairro Rio Branco. "Aqui o movimento é maior no sábado, é outro dia que sempre venho." A cana de açúcar é produção própria. "O que sobra do gado, trago para a feira", finaliza o vendedor.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.