Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Granpal

Prefeitos da Região Metropolitana vão ao governador por ações de combate à estiagem

Eles pedem medidas de conscientização da população e construção de microbarragens no Rio Gravataí

Publicado em: 25.01.2022 às 15:01 Última atualização: 26.01.2022 às 10:18

Prefeitos que integram a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) foram ao governador Eduardo Leite (PSDB) nesta terça-feira (25) para discutir ações de combate à estiagem que assola o Estado. Eles pediram agilidade na construção de microbarragens no Rio Gravataí para reforçar o abastecimento em período de pouca chuva, e sugeriram a criação de uma campanha de conscientização da população para o uso correto e consciente da água.

Reunião no Palácio Piratini debateu ações de combate à estiagem na Região Metropolitana
Reunião no Palácio Piratini debateu ações de combate à estiagem na Região Metropolitana Foto: Felipe Dalla Valle/P. Piratini

O baixo nível das bacias hidrográficas pode ocasionar racionamento ou até falta de água em cidades da Região Metropolitana. O presidente da Granpal e prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, defendeu um plano de curto, médio e longo prazo a ser seguido. A intenção é justamente evitar problemas de abastecimento.

Melo lembrou que, desde a década de 1960, quando arrozeiros fizeram uma intervenção no Gravataí para a irrigação das lavouras, a região sofre com o problema de desabastecimento quando há períodos de estiagem. “Foi um crime ambiental”, argumentou o prefeito, destacando a importância da efetivação das microbarragens. Melo também solicitou ao governador a realização de uma campanha para o uso racional da água. “É preciso gastar o necessário”, defendeu.

O prefeito de Gravataí, Luiz Zaffalon, recordou que a construção de barragens é um tema antigo. Ele também lembrou que o Rio Gravataí é um importante manancial para o abastecimento de mais 500 mil pessoas. “As 13 microbarragens foram autorizadas pela Metroplan, possuem recurso desde 2012, mas ainda depende da efetivação do EIA-Rima para a posterior elaboração dos projetos de execução”, explicou.

O governador Eduardo Leite disse que o Executivo está comprometido com o tema e apresentou, por meio da Corsan, uma série de medidas de curto e médio prazo que estão sendo implementadas, como construção de reservatórios de água e substituição de bombas. Também solicitou agilidade à Metroplan no processo de efetivação das microbarragens, bem como a elaboração de uma campanha de conscientização, envolvendo Defesa Civil e Corsan.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.