Publicidade
Notícias | Região REFORMA E AMPLIAÇÃO

Saiba como hospitais da região investirão os R$ 20,1 milhões anunciados pelo Estado

Foram contempladas unidades de saúde de Novo Hamburgo, Parobé, Taquara e Tramandaí

Por Bianca Dilly
Publicado em: 14.09.2021 às 03:00 Última atualização: 14.09.2021 às 07:39

Com um repasse de R$ 249,7 milhões até o final do próximo ano, foi anunciado pelo governo estadual nesta segunda-feira (13) o projeto Avançar na Saúde. Descrito como o maior aporte do Executivo gaúcho à área nos últimos 20 anos, trará impactos diretos na região. No eixo da alta e média complexidade, três hospitais e um complexo de saúde serão beneficiados em Novo Hamburgo, Parobé, Taquara e Tramandaí.

Serão R$ 20,1 milhões para ampliação, reformas, aquisição de equipamentos, contratação de equipes e expansão de atendimentos nos Vales do Sinos, Paranhana e Litoral Norte. Do valor total, R$ 11,1 milhões vão para o Hospital Tramandaí, R$ 4 milhões para o Hospital São Francisco de Assis, de Parobé, R$ 2,6 milhões para o Hospital Municipal de Novo Hamburgo e R$ 2,4 milhões para o Complexo de Saúde de Taquara. Em todo o Estado, o recurso para 20 hospitais somará R$ 177,5 milhões.

Hospital Municipal de Novo Hamburgo fará reforma do telhado, conclusão de bloco cirúrgico e ampliação de mil cirurgias/ano Foto: Divulgação/FSNH

UBSs, farmácias e SES

O projeto ainda prevê outros três eixos. Para a reforma e ampliação de 60 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), serão R$ 31,4 milhões. As UBSs ainda não foram definidas e o edital está disponível até 13 de outubro no site da Secretaria Estadual da Saúde (SES).

O terceiro ponto é que todos os municípios gaúchos passarão por melhorias na estrutura farmacêutica, com recursos de acordo com o número de pessoas atendidas. Serão R$ 21 milhões aplicados. A infraestrutura da SES, com aquisição de equipamentos de informática e renovação da frota, receberá R$ 19,8 milhões.

O projeto

De acordo com o governador Eduardo Leite, o anúncio foi possível em função do programa de reformas realizado nos últimos meses, combinado às privatizações. "Conseguimos ter a despesa suportada pela receita corrente e ainda gerar valores extraordinários, que estão virando investimentos. Os recursos já estão assegurados no orçamento e o fluxo financeiro foi planejado", ressalta.

A secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, destaca o volume de recursos. "Estamos investindo e valorizando a atenção primária, o cuidado farmacêutico em todos os municípios, viabilizando melhorias nas estruturas das Coordenadorias Regionais de Saúde e qualificando nossa rede hospitalar", aponta.

Avançar e Assistir

Para Arita, o novo projeto Avançar na Saúde complementa o que foi iniciado com o programa Assistir, lançado no início do último mês e motivo de polêmicas na região. O Assistir propõe novo formato de cálculo na divisão dos incentivos estaduais aos hospitais, prometendo proporcionalidade aos serviços prestados. "Deixamos uma marca que certamente vai mostrar boas práticas, salvar vidas e estar mais próxima do cidadão", acrescenta.

O Avançar na Saúde foi apresentado em cerimônia no Palácio Piratini, com a participação de secretários estaduais, deputados, prefeitos, diretores de casas de saúde e demais convidados. O projeto integra o programa Avançar RS, que traz iniciativas relacionadas ao crescimento econômico e incremento na qualidade da prestação de serviços à população gaúcha.

Em relação ao Assistir, nesta semana ainda deve haver nova reunião com a secretária Arita para abordar o assunto. A SES informa que está no aguardo da indicação dos nomes de lideranças da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) para avançar no diálogo e marcar o próximo encontro. No final de agosto ficou acertado que as mudanças nos repasses iniciam em janeiro do próximo ano.

O que cada eixo contempla

Rede hospitalar: beneficiados 20 hospitais de 16 municípios do Estado para obras, reformas e aquisições de equipamentos;

Implementação da rede Bem Cuidar na atenção primária à saúde: R$ 14,9 milhões para adesão ao programa, além de R$ 6 milhões para reforma de 30 UBSs e R$ 10,5 milhões para reforma e ampliação de mais 30 UBSs.

Farmácia Cuidar : recursos para os municípios qualificarem o cuidado farmacêutico com estruturação e qualificação de consultórios farmacêuticos, implementação da dispensação qualificada e acompanhamento farmacoterapêutico para asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC);

Estrutura da SES: melhorias no transporte, com R$ 9,8 milhões para renovação da frota de veículos, e R$ 10 milhões em equipamentos de informática para a SES e coordenadorias regionais de saúde (CRSs).

Melhorias

Hospital Tramandaí

Unidade de endoscopia, reforma da UTI adulto, ampliação da emergência, central de material esterilizado, adequação do acesso de ambulâncias, aumento de 12 leitos de internação, realocação da morgue e qualificação das instalações elétricas.

Hospital São Francisco de Assis, Parobé

Abertura de 65 leitos para internação clínica, reforma de dois pavimentos, aquisição de equipamentos e ampliação de 700 cirurgias/ano.

Hospital Municipal de Novo Hamburgo

Reforma do telhado, conclusão de quatro salas do bloco cirúrgico e ampliação de mil cirurgias/ano.

Complexo de Saúde de Taquara

Novo serviço de pronto atendimento 12 horas, urgência e emergência (Samu), apoio diagnóstico e terapêutico e novas equipes da Estratégia de Saúde da Família.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.