Publicidade
Notícias | Região PRÓ-GOVERNO

Feriado de 7 de Setembro é marcado por protestos na região

Pela manhã e no início da tarde, houve manifestação em Rolante, carreata em Novo Hamburgo e São Leopoldo, e bloqueio de rodovia em Nova Santa Rita

Publicado em: 07.09.2021 às 16:13 Última atualização: 08.09.2021 às 06:55

O feriado de 7 de Setembro foi marcado por manifestações nesta terça-feira (7) na região. Houve manifestação pró-Bolsonaro em Rolante, carreata em Novo Hamburgo e São Leopoldo, e bloqueio de rodovia em Nova Santa Rita.

Carreata percorreu diversas cidades da região e passou por Novo Hamburgo Foto: Diego da Rosa/GES

No Vale do Paranhana, mesmo com chuva, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e contrários ao Supremo Tribunal Federal (STF) reuniram-se logo cedo na Rua Coberta, no centro de Rolante, empunhando bandeiras do Brasil. Ainda pela manhã, manifestantes passaram por outras cidades da região.

Por volta das 13 horas, uma carreata, também em apoio a Bolsonaro, concentrou-se na BR-116, em Novo Hamburgo. No local, ônibus também se uniram ao movimento. O grupo, que também levava bandeiras do Brasil, seguiu pela rodovia para encontrar apoiadores do governo federal em Porto Alegre, onde ocorre um protesto nesta tarde no Parcão. 

"O que a população brasileira está buscando, ela está cansada, quer trabalhar em paz. Elegeu um presidente com mais de 57 milhões de votos, e ele não consegue administrar o País devido às medidas do STF, alguns senadores e alguns deputados federais. Também queremos voto impresso auditável", destacou Ines Solange Mosmann, uma das organizadoras dos eventos na região.

Protesto pró-Bolsonaro nesta terça-feira (7) em São Leopoldo Foto: Diego da Rosa/GES

Em São Leopoldo, a carreata, com mais de cem veículos, saiu, por volta das 14h30, da Avenida Caxias do Sul, no bairro Rio dos Sinos, e passou pela Rua Independência, pela Avenida João Corrêa e pela Rua Saldanha da Gama, até chegar à Praça 20 de Setembro (Praça da Biblioteca). 

“A ideia do protesto é dissolver o STF e a gente poder dar legitimidade ao presidente, para ele fazer o que tem que fazer”, disse o pastor Vanderlei Cruz, participante do ato.

Também no início da tarde, manifestantes chegaram a parar o trânsito na BR-386, em Nova Santa Rita. Um trecho da rodovia, perto do km 435, chegou a ficar completamente bloqueado, nos dois sentidos, por tratores, mas acabou sendo liberado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Debaixo de chuva, caminhoneiros e trabalhadores rurais, às margens da rodovia, passaram a convidar motoristas a se unirem ao movimento.

O número total de manifestantes não foi confirmado pela PRF. De acordo com informações do 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM), aproximadamente 46 tratores, sete caminhões, além de 40 veículos de passeio foram vistos no local.

Manifestantes param o trânsito na BR-386, em Nova Santa Rita Foto: PAULO PIRES/GES

Na serra

Pela manhã, por volta das 8h30, um protesto ocorreu em Nova Petrópolis. Segundo a Brigada Militar, os carros seguiram até o Centro do município em ato pacífico. Em Gramado, pelas 9 horas, caminhões passaram pela área central, em direção a Canela, e seguiram até perto do limite com São Francisco de Paula.

Apoiadores do presidente fazem protesto em Canela Foto: Mônica Pereira/GES-ESPECIAL

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.