Publicidade
Notícias | Região SUS

Estado diz que novo programa de repasses não resultará em suspensão de serviços de saúde

Secretaria da Saúde (SES) informa que hospitais recebem verbas federais para manter atendimentos

Por Bianca Dilly
Publicado em: 18.08.2021 às 17:13

Após gestores de hospitais da região sinalizarem contrariedade à nova proposta de distribuição de recursos estaduais, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou que o Programa Assistir “não deverá reverter, em nenhum caso, em fechamento de serviços públicos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS)”, diz, em nota. Novo Hamburgo e Parobé, respectivamente, já sinalizaram possibilidade de cortes em emergência e na ala obstetrícia.

Hospital Municipal pode perder recursos Foto: Inézio Machado/GES

No dia seguinte à reportagem publicada pelo Jornal NH, mostrando que casas de saúde daqui podem perder um terço de incentivos, a SES destacou que os hospitais recebem verbas federais para manter atendimentos. “No serviço de saúde, o que gera a obrigação de prestação de recurso é a transferência federal. E isso não foi mexido. O incentivo que o Estado alcança aos hospitais é um valor a mais”, destaca a diretora do Departamento de Gestão da Atenção Especializada, Lisiane Wasem Fagundes.

Outro ponto destacado por Lisiane é de que o Assistir busca tornar os repasses mais justos e transparentes. “Temos a questão da orçamentação de hospitais, por exemplo, que ocorre bastante na região. Ela é o único tipo de incentivo que não guardava vínculo com a prestação de serviço. Isso que se quer corrigir. O recurso é da população e ela precisa saber onde está sendo implementado”, aponta, explicando que agora o tipo de atendimento realizado e os indicadores epidemiológicos de cada região são determinantes para o cálculo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.