Energia solar ajuda a reduzir os custos com a conta de luz

Foi-se o tempo em que energia solar era viável só para quem tinha muito dinheiro. Hoje, com pequenas parcelas, é possível instalar um sistema com painéis fotovoltaicos em casa

BRANDED CONTENT I GRUPO SINOS 360

Conteúdo produzido em parceria com EGP Energy

O Brasil está passando por uma crise no fornecimento de energia elétrica, causada pela queda do nível dos reservatórios das hidrelétricas, impactando de forma significativa o bolso do consumidor, com o aumento da bandeira tarifária. E nas discussões sobre como solucionar o problema a curto e longo prazos surge a opção de se investir mais em fontes alternativas, o que poderia tornar o País – ou melhor, o consumidor final – não mais refém das grandes hidrelétricas que hoje representam 59,3% da matriz energética do Brasil, de acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

É nesse cenário que entra a geração de energia elétrica através da energia solar, que vem se popularizando nos últimos anos, embora ainda represente apenas 1,9% no País. Segundo a Absolar, em 2017 a geração energia solar fotovoltaica distribuída em residências, comércio, indústria, propriedades rurais e prédios públicos era de 192 MW. Hoje, chega a 6.024 MW. “Está aumentando o número de pessoas que optam por esta alternativa por entenderem os benefícios que a instalação de um sistema fotovoltaico pode trazer, principalmente financeiros”, afirma Adriane Menezes, sócia-fundadora da EGP Energy, empresa de São Leopoldo especializada em soluções em energia solar. Ela comenta que foi-se o tempo de achar que esse tipo de geração era só para ricos. “Hoje, há condições de se adquirir um sistema de geração fotovoltaica para casa por valores bem acessíveis, que são, inclusive, financiados por instituições financeiras, com baixas taxas de juros.”

Adriane explica que uma pessoa pode ir pagando o sistema em pequenas parcelas. É uma troca, pois deixa de se pagar à concessionária o que é consumido para investir no seu próprio sistema de geração por energia solar. Ao finalizar a aquisição da pequena usina – estima-se de quatro a cinco anos – não terá mais custo com eletricidade, a não ser as tarifas de distribuição e iluminação pública. “A energia elétrica será fornecida de graça pelo sol. Conheço uma senhora, de 70 anos, proprietária de uma pecuária, que tinha o custo mensal de R$ 1,6 mil com eletricidade. Como agora só usa energia solar, investe o dinheiro em uma poupança para a neta”, conta Adriane.

Outro benefício da energia solar é ser uma energia autossustentável, que não agride o meio ambiente.

É bem mais simples do que parece

 A instalação do sistema deve ser feita por empresa especializada, que fará um projeto específico para cada caso

- Mesmo se não houver sol, o fornecimento continua. Adriane explica que a energia solar é 100% confiável, pois também fica disponível à noite, em dias de chuva ou de neblina. “Ocorre que a eletricidade gerada pelos painéis fotovoltaicos e não consumida em dias claros é devolvida para a rede da concessionária e volta como créditos para utilização nos períodos em que não há sol.”

- A instalação do sistema deve ser feita por empresa especializada, que fará um projeto específico para cada residência, condomínio, estabelecimento comercial, indústria ou propriedade rural.

- O sistema é composto pelos painéis solares, normalmente instalados no telhado, e pelo inversor, um equipamento que converte a eletricidade gerada pelos painéis na tensão (220V, por exemplo) utilizada na residência do cliente.

- Os painéis solares têm uma vida útil de 25 anos. É recomendável que a cada seis meses seja realizada uma limpeza e manutenção preventiva dos equipamentos.

- A empresária informa que o preço de uma instalação para uma casa com três pessoas pode chegar a R$ 14 mil. Se a opção for por financiamento, as parcelas mínimas podem ser de R$ 250,00.

Atendimento personalizado

Adriane Menezes é sócia-fundadora da EGP, empresa localizada em São Leopoldo

A EGP Energy foi criada em 2015 e conta hoje com aproximadamente 400 clientes, localizados no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Desses, cerca de 70% são residências. Adriane reforça a importância que a empresa dá a um atendimento personalizado e à qualidade dos equipamentos e instalação. A EGP Energy está localizada na BR-116, número 3.865, próximo ao viaduto da Unisinos.

Adriane Menezes (foto) é sócia-fundadora da EGP, empresa localizada em São Leopoldo

Site oficial: egpenergy.com.br

Instagram: @egpenergiasolar

Facebook: @egpenergiasolar

WhatsApp: (51) 98261-2571.

 

 

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Publicidade
Matérias especiais
Ponto a ponto
premium

O que se sabe sobre o incêndio que destruiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública

Rio Grande do Sul
Depois da motociata

Voto impresso, Barroso, CPI, corrupção, pandemia e liberdades: o discurso de Bolsonaro em sete pontos

Rio Grande do Sul
Publieditorial

No mês de aniversário de Canoas, STV reforça vínculos com a cidade

Informe Publicitário
Ensino Superior

Universidade Feevale está com inscrições abertas para o vestibular de inverno

Informe Publicitário