Publicidade
Notícias | Região Estimativa do Dnit

Obra da ponte do Sinos poderá estar pronta no primeiro semestre de 2022

Dnit aponta que construção das estruturas ocorre dentro do prazo

Publicado em: 01.07.2021 às 03:00 Última atualização: 01.07.2021 às 08:13

A construção do sistema de pontes sobre o Rio dos Sinos, no km 245 da BR-116, em São Leopoldo, chega a mais um estágio. Das quatro estruturas que serão erguidas, as duas sobre o canal principal do rio estão com os trabalhos em andamento. Atualmente o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) executa a construção das travessas do sentido capital-interior. Do lado oposto da rodovia, os serviços também avançam com a implantação dos pilares e dos blocos. Com os trabalhos dentro do cronograma, o órgão estima que no primeiro semestre de 2022 as travessias sejam concluídas.

Colocação de blocos, pilares e travessas da ponte da BR-116 sobre o Rio dos Sinos Foto: Divulgação/Dnit

Na estrutura em obras no sentido capital-interior já foram cravadas todas as 48 estacas de sustentação e concluídos os seis blocos de fundação e os oitos pilares. Atualmente as equipes da autarquia realizam também a execução das vigas travessas, sendo que três das quatro que irão compor a estrutura estão prontas. Já na transposição em obras no sentido oposto (interior-capital), as equipes concluíram a cravação das 48 estacas e executaram um dos seis blocos. Os trabalhadores preparam a armação de aço e madeira para dar forma ao segundo.

No ritmo

As travessias estão em estágios diferentes de execução, porém com os serviços dentro do ritmo esperado. E para dar celeridade aos trabalhos, peças pré-moldadas estão sendo fabricadas para serem instaladas, posteriormente. O trabalho acontece simultaneamente à cravação de estacas e a construção dos blocos, dos pilares e das travessas. Em uma fábrica, em Sapucaia do Sul, as 20 vigas necessárias para a transposição estão prontas.

Manutenção da rodovia

O trecho da BR-116, entre o km 237 e o km 241, em Novo Hamburgo, passará por manutenção da rede elétrica nesta quinta e sexta-feira, 1º e 2 de julho. Para que sejam feitas substituição de luminárias e a instalação e recolocação de postes de metal no canteiro central da rodovia será necessário bloquear o trânsito parcialmente por vários momentos ao longo do dia. De acordo com o Dnit, a manutenção ocorre das 8h30 até as 16 horas em ambos os dias. O serviço será executado por uma empresa contratada pela prefeitura de Novo Hamburgo.

Complexo sobre o rio prevê quatro estruturas

Ao todo serão construídas quatro novas pontes, paralelas às existentes, duplicando o número de faixas de trânsito de duas para quatro por pista na BR116, no complexo dos Sinos. Serão duas ligações sobre o canal principal e outras duas na várzea do Rio dos Sinos. Este ponto é considerado um dos principais gargalos no tráfego do trecho metropolitano da rodovia – onde cerca de 140 mil veículos transitam diariamente. As pontes sobre o canal principal terão 100 metros de comprimento e 11,3 metros de largura, com duas novas faixas de tráfego, passeio e ciclovia. Com cinco vãos de 20 metros, cada uma será composta por seis blocos.

Solução similar na travessia da várzea

Solução similar ao do canal principal será adotada para as duas estruturas da várzea do Rio dos Sinos. Elas serão construídas ao lado das duas existentes, possibilitando a reconfiguração atual de duas faixas de tráfego, por sentido, para quatro faixas. Neste caso, as novas estruturas terão 60 metros de extensão e 11,3 metros de largura, com duas novas faixas de tráfego, passeio e ciclovia. Este complexo integra o lote 1 das obras de melhoramentos físicos e de segurança de tráfego da rodovia, no qual está prevista uma reformulação significativa em segmento de 38,5 quilômetros, entre Novo Hamburgo e Porto Alegre.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.