Publicidade
Notícias | Região Golpe da maquininha

Idoso é vítima de golpe ao comprar lençóis de vendedor ambulante em São Leopoldo

Aposentado de 82 anos teve R$4,5 mil sacados da conta após pagar R$100 em maquininha de cartão do suposto vendedor

Por Renata Strapazzon
Publicado em: 08.04.2021 às 11:45 Última atualização: 08.04.2021 às 11:45

A compra de jogos de lençóis para presentear a esposa na Páscoa acabou resultando numa enorme dor de cabeça para um idoso de 82 anos morador do bairro Santos Dumont, em São Leopoldo. Na manhã do último sábado (3), o aposentado, que pede para não ser identificado, estava em casa quando foi abordado por um suposto vendedor de enxovais da Serra. Parado em frente ao portão, o vendedor ofertava os produtos que trazia dentro do carro. A promoção, de quatro jogos de lençóis por R$100 atraiu o idoso que, negociou a compra em dinheiro. Usando da desculpa de não aceitar notas por conta da pandemia, o vendedor teria dito que o pagamento deveria ser feito no cartão.

Sem sair de dentro do pátio, o aposentado inseriu o cartão na maquininha do suposto vendedor, que trazia na mão também um celular. A demora em efetivar a compra teria causado estranheza na mulher do aposentado, uma senhora de 81 anos. Desconfiada, horas depois de o vendedor ter ido embora, ela ligou para o neto, que tem acesso à conta dos avós pelo aplicativo no celular.

“Meu filho confirmou que tinham sido feitos dois saques na conta. Um no valor de R$3,5 mil e outro de R$1 mil. Bloqueamos na mesma hora o cartão e a conta e pedi para o meu pai ir imediatamente na Delegacia, registrar a ocorrência. Lá o policial disse que ele havia sido vítima do chamado golpe da maquininha”, conta a filha do casal, que também pede para não ser identificada.

Após o corrido, em uma rápida pesquisa na internet a filha constatou que o golpe do qual os pais haviam sido vítimas tem sido comum em diversas cidades do Estado. "É importante fazer o alerta para que outras pessoas não caiam neste golpe. Meu pai está arrasado. Ficou muito abalado por ter sido enganado. Na segunda-feira fomos ao banco. O caso está sendo analisado e estamos esperando uma posição para decidirmos o que fazer. Tem sido um desgaste muito grande”, desabafa.

O caso deverá ser investigado pela 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP) da cidade. Na área da 1ª DP que atende, entre outros bairros o Centro, ocorrências deste tipo também têm sido recorrentes, segundo a delegada Cibelle Savi. “Estes golpistas são muito espertos. É difícil identificá-los”, diz. Conforme a delegada, o golpe dos lençóis estava mais forte na cidade no final do ano passado. “Em geral, atuam pelo menos duas pessoas, e a desatenção das vítimas com a informação que é inserida nas máquinas no momento do pagamento é o 'x' da questão”, frisa.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.