Publicidade
Notícias | Região Polícia

Três empresas de reciclagem de lixo são investigadas por tráfico em Estância Velha

Locais empregam detentos do regime semiaberto

Por Silvio Milani
Publicado em: 28.01.2021 às 03:00 Última atualização: 28.01.2021 às 09:43

Operação foi das 7 às 10 horas de quarta-feira em locais que também desmancham veículos Foto: Polícia Civil
Três empresas de reciclagem de lixo que empregam detentos do regime semiaberto em Estância Velha são investigadas por tráfico de drogas e receptação. Elas também desmancham veículos. Em fiscalização na manhã desta quarta-feira (27) por força tarefa da Polícia Civil, Brigada Militar, Guarda Municipal e fiscais da prefeitura, foram notificadas para regularizar problemas sanitários e administrativos. Segundo o delegado Rafael Sauthier, foram ainda apuradas novas informações para aprofundar as investigações.

"Temos situações de crimes que não podemos revelar no momento. Mas, para se ter ideia, em uma dessas reciclagens, a Brigada Militar apreendeu, no fim de semana, material furtado de estabelecimento comercial da cidade", declara o delegado.

Segundo ele, o lixo costuma ser usado como esconderijo de drogas. Em empresa no bairro Bela Vista, mais de dez pessoas foram abordadas, a maioria delas com antecedentes por vários delitos, como assaltos e tráfico.

Muito lixo

Além dos crimes por trás do negócio, conforme o delegado, há as situações de perturbação. “Era muito lixo. São casas improvisadas como reciclagens e desmanches, que invadem o passeio público e até a rua com todo tipo de material. Há situações em que desmontam veículos na madrugada, com marteladas que incomodam a vizinhança.” O descarte ilegal de resíduos poluentes é outro problema verificado.

Outras etapas

Foi a primeira Operação Reciclagem em Estância Velha. "Pretendemos fazer outras, em outros estabelecimentos", revela. Ela ocorreu das 7 às 10 horas, com sete policiais civis, quatro brigadianos, oito guardas municipais e seis fiscais da prefeitura.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.