Publicidade
Notícias | Região Desemprego

Sindicato e Siemens iniciam negociações sobre demissões

Os 273 funcionários da fábrica da Iriel foram informados sobre o fim de suas atividades no dia 8 de setembro e devem ser dispensados até março de 2021, quando o local fechará

Por Shállon Teobaldo
Publicado em: 17.09.2020 às 10:09

Fábrica será fechada e 273 funcionários serão dispensados Foto: PAULO PIRES/GES
Uma reunião na tarde desta quarta-feira (16), entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita (STIMMEC) e a direção da fábrica da Iriel, pertencente à Siemens desde 2004, deu início às negociações em relação ao fechamento da empresa e a demissão dos 273 funcionários. De acordo com o presidente do STIMMEC, Paulo Chitolina, os trabalhadores foram ouvidos pelo sindicato na última sexta (11) a respeito de seus interesses e pacote de benefícios para a rescisão. "As maiores preocupações são com o plano de saúde, vale alimentação, estabilidade para quem está se aposentando e quantos salários vão receber por ano trabalhado", comenta ele. As mulheres representam cerca de 85% do quadro funcional da fábrica, o que angustia ainda mais os representantes sindicais. "Com a questão da pandemia, aliado a um período de recessão e desemprego que já vinha acontecendo, não sabemos quando essas pessoas vão conseguir recolocação", diz Chitolina. Após o encontro, o sindicato voltará a falar com os funcionários hoje sobre o andamento dos acordosa. A Siemens associou o fechamento à “estratégia global da companhia de voltar seus esforços para eletrificação e transformação digital”.

Fechamento pegou todos de surpresa

Colaboradores e STIMMEC foram surpreendidos com a notícia do encerramento das atividades da fábrica da Iriel. O aviso foi dado pela empresa no dia 8 de setembro e, além do fechamento, informou sobre o término de contrato com todos os funcionários, que serão dispensados até março de 2021. Em nota, a marca garantiu que todos os direitos em lei serão respeitados.

Futuro dos funcionários do Dia%

Com o iminente fechamento das lojas da rede de supermercados Dia% em Canoas, os funcionários aguardam confirmação sobre o fim das atividades e demissões. Conforme o diretor do Sindicato dos Empregados no Comércio de Canoas (Sindec Canoas), Antenor Federizzi, uma reunião com a gerência da empresa marcada para esta quarta (16) deve esclarecer e indicar os próximos passos. No município, são quatro estabelecimentos que devem ter suas portas fechadas. Além disso, o Centro de Distribuição da marca, em Nova Santa Rita, também ser fechado.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.