Publicidade
Notícias | Região Ainda em maio

Passarela em Sapiranga está mais perto da conclusão

Obra realizada na RS-239 irá auxiliar e garantir mais segurança na circulação de pessoas entre os bairros da cidade

Por Gustavo Henemann
Última atualização: 14.05.2020 às 19:54

Passarela no quilômetro 25 da RS-239 em Sapiranga Foto: Gustavo Henemann/GES-Especial
A comunidade de Sapiranga está prestes a receber a entrega da primeira passarela na RS-239, que auxiliará na circulação de pessoas entre os bairros da cidade. Com foco na segurança da população, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) está em fase final de instalação da estrutura no quilômetro 25 da rodovia entre os bairros Vila Irma e Oeste. Conforme a assessoria de imprensa da EGR, o cronograma prevê a conclusão da obra ainda para este mês de maio. No sábado passado, foram instaladas as estruturas metálicas, faltando agora os guarda-corpos e demais acabamentos. Por conta da chuva, alguns trabalhos acabaram adiados nesta semana. A outra passarela, que está sendo construída no quilômetro 29 da RS-239, também em Sapiranga, tem previsão para ser concluída entre os meses de junho e julho.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todos os conteúdos sobre coronavírus

O secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, comentou sobre a importância das passarelas em uma cidade que registrou muitos atropelamentos de pedestres nos últimos anos, que ao tentarem atravessar a rodovia em meio ao grande fluxo de veículos acabaram perdendo suas vidas. Não à toa, a RS-239 é considerada uma das estradas mais violentas do Estado. "Essas passarelas são uma reivindicação antiga da comunidade em Sapiranga. Aliás, trata-se de um segmento bastante urbanizado, onde há fluxo intenso de pedestres. Estas melhorias que estamos fazendo, por meio da EGR, vão ajudar a salvar vidas e aumentar a segurança, o que são prioridades em nossas ações nas rodovias", destacou o secretário Costella.

Nas duas passarelas que ainda serão finalizadas, a EGR terá investimento de cerca de R$ 2,4 milhões, com recursos oriundos da praça de pedágio da empresa em Campo Bom. Na estrutura do quilômetro 25, o aporte é de R$ 1,4 milhão. Em março deste ano, a EGR ainda precisou refazer os dois pilares das extremidades e parte do pilar central, pois a cura do material não havia atingido o nível esperado. Conforme a equipe de comunicação da EGR, não houve custo adicional para o retrabalho. A empresa responsável pela obra é a RGS Engenharia.

Para o secretário de Planejamento, Habitação, Segurança e Mobilidade de Sapiranga, Carlos Maurício Regla, as passarelas atendem as reivindicações da comunidade sapiranguense e da prefeitura. "A prefeita Corinha Molling teve várias conversas para sensibilizar o governo e a EGR para licitar as passarelas. Pedimos três, uma seria mais para a parte central, mas essas duas serão de grande valia pois várias comunidades serão atendidas, podendo atravessar a rodovia com segurança completa", disse.

Mais segurança para a população

O secretário de Planejamento, Habitação, Segurança e Mobilidade, Carlos Regla, espera que a comunidade sapiranguense utilize as passarelas de forma consciente, sem arriscar atravessar a RS-239 de maneira desordenada. Antes da realização das obras, moradores promoveram vários bloqueios na rodovia por conta das mortes que acontecem na região. "Esperamos que as pessoas utilizem a travessia. Com certeza faremos um trabalho de conscientização", reforçou. O secretário municipal ainda comentou que pretende unir forças para aumentar ainda mais a segurança aos usuários das passarelas. "Queremos um trabalho em conjunto com o Comando Rodoviário e a Brigada Militar", observou Regla.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.