Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Iniciativa

Cantora dá aulas gratuitas de musicalização para crianças pela internet

Moradora de Esteio, Gisele Bloete, 33 anos, disponibiliza vídeos em seu canal no Youtube todas as segundas, quartas e sextas-feiras

Por Renata Strapazzon
Última atualização: 01.04.2020 às 10:12

Moradora de Esteio, Gisele Bloete, 33 anos, disponibiliza vídeos em seu canal no Youtube todas as segundas, quartas e sextas-feiras Foto: Reprodução
Música para unir, divertir e ensinar. Em tempos de quarentena e de isolamento social, a cantora, compositora e professora de música, Gisele Bloete, 33 anos, resolveu usar o canal dela no Youtube para compartilhar conhecimento, ensinando a crianças e pais técnicas de musicalização. Nos vídeos, Gisele, acompanhada de um violão, canta e faz brincadeiras, estimulando a interação com quem está do outro lado da tela.       

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Moradora de Esteio, Gisele é professora de Musicalização Infantil em duas escolas da cidade. Ela conta que uma das pedagogas com quem trabalha pediu para que ela enviasse algumas atividades para as crianças fazerem enquanto estão em casa. "Então, em uma tarde, gravei algumas aulas. Logo, pensei que talvez essas aulas, esses vídeos interativos poderiam ajudar a entreter as crianças nessa quarentena. Muitas famílias moram em apartamento, ou não tem um pátio onde eles possam brincar ou até mesmo acesso a musicalização. E essa seria uma forma de trazer a música para dentro destas casas e ajudar a fazer da quarentena um momento tanto divertido quanto educativo", explica. 

Os vídeos são postados por Gilsele todas as segundas, quartas e sextas e são destinados a crianças de seis meses até oito anos. "Algumas atividades podem ser feitas por todas as idades", salienta Gisele. O repertório, segundo ela, é escolhido a partir de suas próprias vivências e muita pesquisa por meio de artigos científicos, vídeos e músicas trabalhadas por outros professores dessa área. "Depois, desenvolvo as atividades nas turmas que trabalho para avaliar se eles conseguem executar aquilo que está sendo proposto e adapto para a nossa realidade em busca de um resultado que seja positivo para o desenvolvimento deles", diz.

O retorno do trabalho até agora, de acordo com a cantora, tem sido bastante positivo. "Recebo relatos de amigos nas redes sociais sobre o quanto os filhos gostaram e se divertiram com as atividades. Alguns pais têm me mandado alguns vídeos dos pequenos fazendo as atividades. Com as escolinhas, tenho algumas atividades em que eles precisam me dar esse retorno", conta.  Ela reforça o importante papel da música no desenvolvimento das habilidades da criança.

"Nesse momento de isolamento social, ela aparece como uma oportunidade única de conseguirmos ter essa vivência ao lado deles. Muitos pais trabalham fora e não conseguem participar como gostariam de atividades como essa. E, nesse momento, essa é uma saída que, além de divertir, vai ajudar a desenvolver não só a musicalidade nos pequenos, mas também a conexão entre todos nós", destaca.

Por fim, Gisele dá dicas de como os pais podem criar uma rotina de atividades musicais com os pequenos em casa. "Em cada idade, a criança tem uma necessidade musical diferente. Por isso, a música deve ser apresentada de forma criativa se adaptando a cada fase em que a criança esteja vivendo. O ideal é separar um momento no dia para essas atividades. Use a criatividade. Existem muitas canções infantis de fácil memorização e com ideias de movimentos e danças. É possível criar brincadeiras a partir dessas músicas, adaptando para a sua realidade. Tudo o que for criativo chamará a atenção deles", diz. "Minha maior dica para esse processo é a entrega e deixar a vergonha de lado. As crianças não sentem vergonha de se expressar, de dançar, de pular, de cantar errado, ou desafinar. Aliás, muitas delas ainda nem sabem o que é vergonha, né?! Então, a minha dica é que os pais se joguem nessa aventura: cantem, dancem e lembrem-se da delícia que é ser criança", completa. 

   

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.