Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região

Outras unidades

Última atualização: 17.03.2020 às 08:14

Parobé

As obras na UPA de Parobé, que fica na Rua Arthur Henneman, no bairro Integração, iniciaram em 27 de março de 2014 e estão em estágio final. A unidade deve ser concluída ainda este ano. A prefeitura informou, por meio da assessoria de imprensa, que o valor para a construção da unidade repassado pelo Ministério da Saúde é de R$ 1,4 milhão. Está tramitando junto ao governo do Estado uma proposta de complementação de recursos, no valor de R$ 1,4 milhão, pois a obra está orçada em R$ 2,8 milhões. Para a conclusão, “faltam apenas questões internas e editais para contratação”.

Osório

A UPA foi inaugurada no dia 28 de fevereiro, na Rua José Vieira de Souza, bairro Medianeira, em frente ao Centro de Reabilitação Física, Auditiva e Visual (CER). Além de Osório, a UPA é referência em atendimento para os municípios de Capivari do Sul e Maquiné. O espaço, de 1200 metros quadrados, pode receber até 150 pacientes para atendimentos de urgência ou emergência. A obra ateve o investimento de R$ 3 milhões, valor financiado pelo Ministério da Saúde.

Bom Princípio

Até o fechamento da edição, o município não havia retornado com as informações sobre sua UPA.

Famurs diz que não há atrasos nos repasses federais

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não há atrasos nos repasses dos recursos federais e que não foram solicitadas novas construções de UPAs no Estado. A diferença do valor total necessário à manutenção da unidade é complementada pelos gestores de Estados e municípios.

UPA Tramandaí

Segundo o secretário municipal de Saúde, Luciano Saltiel, o município recebe R$ 380 mil mensais de repasse federal. “Os repasses estão em dia. O município gasta em torno de R$ 1 milhão mensal para custear o atendimento da UPA. São, aproximadamente, R$ 620 mil de recursos próprios, umas vez que a contrapartida do Estado de R$ 225 mil, por vezes atrasa ou termina não sendo repassada. O custeio da UPA compromete cerca de 20% do orçamento municipal da saúde”.

Em Novo Hamburgo

A Prefeitura informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o Município investiu, em 2019, 23,18% de seu orçamento em saúde. A cidade possui duas UPAs: uma no Centro e outra no bairro Canudos. Para manter a primeira, são R$ 175 mil de recursos federais, R$ 714.356,36 de verba municipal e R$ 225 mil de recurso estadual. Já a UPA Canudos são R$ 300 mil de recursos federais, R$ 608.427,64 de recursos próprios e R$ 225 mil de verbas estaduais.

UPA Sapiranga

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde e o setor de orçamento da prefeitura, os recursos próprios alocados para a UPA em 2019 foram de R$ 10.550.604, aproximadamente R$ 879,2 mil ao mês. O repasse federal mensal é de R$ 170 mil e estadual R$ 135 mil. “Portanto, custo mensal da UPA é de R$ 1.184.200,00. Esse custo representa 4,46% da receita arrecadada no município em 2019. Os repasses de 2019 estão todos em dia, somente estão atrasados os referentes a 2020”.

 

TAGS: obras saúde UPA
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.