Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Prevenção

Sábado é dia D para se vacinar contra o sarampo

O foco são crianças a partir de 5 anos e adultos até 19 anos

Por Jeison Silva
Última atualização: 13.02.2020 às 15:22

Campanha se estende até março, mas sábado é data especial para se vacinar Foto: Paulo Pires
Fique atento às unidades de saúde (UBS) de Canoas que estarão abertas no próximo sábado para o Dia D de vacinação contra o sarampo: Unidades que estarão abertas no sábado (15) para o Dia D: UBS Boa Saúde; UBS Concoban; CSF Estância Velha; UBS Fátima; CSF Guajuviras; UBS Harmonia; UBS Mathias Velho; UBS Niterói; UBS Santa Isabel e UBS União. O horário de funcionamento é das 8 às 17h. Serão imunizados crianças e jovens, de 5 a 19 anos, que não tenham recebido nenhuma ou apenas uma dose da vacina tríplice ou tetra viral (ou que tenham perdido o cartão de vacinação ou não saibam se estão com esquema vacinal completo).


“A população precisa se conscientizar que é muito importante estar em dia com o calendário de imunização. Infelizmente, essa cultura está se perdendo com o passar do tempo”, aponta a enfermeira da Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde Rita de Oliveira. “Os meios de comunicação fazem um trabalho fundamental em alertar a população.”


A campanha nacional de vacinação contra o sarampo começou na segunda-feira (10). De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), a estimativa é de que 245 mil crianças e jovensnessa faixa etária não estejam protegidos contra a doença. A campanha segue até 13 de março. Desde agosto do ano passado, 105 casos de sarampo foram confirmados no RS. Conforme o Governo, um em cada quatro casos registrados no Estado foi em pessoas na faixa etária elencada para a campanha.


Vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. O calendário básico de vacinação oferece duas vacinas contra o sarampo: a primeira aos 12 meses de idade, com a tríplice viral (que protege também contra a rubéola e a caxumba). A proteção precisa ser completada aos 15 meses com uma dose da tetra viral, que imuniza para as mesmas três doenças mais a varicela (ou catapora).

Além dessas duas doses, em virtude do surto da doença no Brasil, o Ministério da Saúde está recomendando uma dose extra para as crianças entre os 6 e 12 meses. Ela não substitui a primeira dose (aos 12 meses) e por isso é chamada de “dose zero”.


A Prefeitura faz o levantamento de casos suspeitos e confirmados em Canoas, mas ainda não divulgou os resultados mais recentes.

(Colaborou Bruna Aquino.)

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.