Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País MANIFESTAÇÕES

Movimentos sociais ocupam prédio da Bolsa de Valores, em São Paulo

Protesto, segundo o grupo, seria contra a fome e em denúncia ao preço dos alimentos

Publicado em: 23.09.2021 às 16:06 Última atualização: 23.09.2021 às 16:26

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocupou nesta quinta-feira (23) o prédio da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, na região central da capital paulista. De acordo com o movimento, a ação é um protesto contra a fome e a precarização do trabalho.

“Ocupamos a bolsa de valores de São Paulo, maior símbolo da especulação e da desigualdade social. Enquanto as empresas lucram, o povo passa fome e o trabalho é cada vez mais precário. Quem segura o Bolsonaro lá são os donos do mercado”, destacou o MTST em texto nas suas redes sociais.

Protesto na Bolsa de Valores em São Paulo
Protesto na Bolsa de Valores em São Paulo Foto: Twitter / Reprodução
Segundo o MTST, o ato de hoje aponta que "a bolsa está cheia de valores e um Brasil em que a bolsa da maioria da população está vazia. Um Brasil onde 1% domina a riqueza e os outros 99% vivem das migalhas que caem da mesa".

Dezenas de manifestantes ocuparam o salão da B3 onde geralmente são realizados os leilões na bolsa de valores. Além de bandeiras vermelhas com o símbolo do MTST, os ativistas carregavam uma bandeira com as cores nacionais com a palavra “fome” estampada.

Protestos em São Paulo nesta quinta-feira (23)
Protestos em São Paulo nesta quinta-feira (23) Foto: Twitter / Reprodução
Até as 15h30, o pregão de hoje não havia sido interrompido. O Ministério da Economia ainda não se manifestaram publicamente sobre os atos de hoje.

A B3 é a bolsa de valores oficial do Brasil e em 2017, era a quinta maior bolsa de mercado de capitais e financeiro do mundo, com patrimônio de 13 bilhões de dólares. Ela foi fundada em 1890.

Com informações da Agência Brasil.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.