Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo EVENTO CIENTÍFICO

Mostratec Júnior está de volta e incentiva os pequenos pesquisadores

Feira abre portas para estudantes e se consolida como mais uma ferramenta educacional

Por Joceline Silveira
Publicado em: 27.10.2021 às 06:07 Última atualização: 27.10.2021 às 09:19

Anny Maslowski Tolfo, 6 anos, Lívia Lima de Lisboa e Mathiw Rosales Diaz, ambos de 5 anos, são alguns nomes entre dezenas de alunos que apresentam projetos na Mostratec Júnior 2021. Feira que retorna à Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) após pausa de um ano e que reforça a importância da pesquisa como ferramenta de educação.

Alunos da Emef Presidente Getúlio Vargas participaram com projeto
Alunos da Emef Presidente Getúlio Vargas participaram com projeto Foto: Inézio Machado/GES

Os pequenos pesquisadores desenvolveram o projeto "O que há no pátio da escola?", junto com os colegas da turma da faixa etária 5 A da Emef Presidente Getúlio Vargas, em Novo Hamburgo.

Para as crianças, que ainda estão descobrindo o mundo ao seu redor e tentando entender como e por que as coisas funcionam, elas mergulharam no mundo da ciência na busca por respostas. "A partir da curiosidade das crianças sobre o que encontramos no pátio da escola, elas buscaram pistas que serviram de suporte para a pesquisa, trocas e interações entre as crianças e a comunidade escolar", explica Tamara Franken da Silva, orientadora do projeto.

Conforme a professora, a turma levantou algumas hipóteses como dinossauros enterrados na quadra, minhocas que deixam a terra fofinha e possíveis diamantes na pracinha. "Aos poucos estamos testando essas suposições. Conversas com especialistas e experiências estão fazendo parte da nossa rotina bem como a criação de uma composteira na escola", afirma. "No começo fiquei com medo das minhocas, mas peguei mesmo assim", comenta a corajosa Lívia Lima de Lisboa, que não deixou o medo atrapalhar sua análise.

Desde 2011, quando passou a ser realizada em paralelo à feira principal, a Mostratec Júnior não parou de crescer. Se há onze anos foram apresentados 12 projetos científicos de estudantes do Ensino Fundamental, em 2021 este número chegou a 188. E a Educação Infantil saltou de 32, em 2015 (ano em que foi incluída no processo de seleção), para 60 neste ano.

Na avaliação dos organizadores do evento, trata-se de um sinal positivo para a disseminação da prática de pesquisa científica, com foco na criação de espaços de protagonismo ao estudante/pesquisador. "Dificilmente, o autor de pesquisas não terá encantamento pelo conhecimento. Esta relação fica estabelecida e gera um ciclo virtuoso", afirma o coordenador geral da Mostratec, Jader Bernardes.

Voltada unicamente ao ensino médio e técnico até 2010, a Fundação Liberato abriu campo para os anos iniciais e finais com a Mostratec Júnior. Iniciativa que incentiva as crianças "que são pesquisadores por natureza", conforme a coordenadora da feira, Lilian Amorim Pinheiro.

Para ela, a pesquisa deve ser trabalhada em todos os níveis de ensino, pois, ao movimentar o aluno, dá a oportunidade para que ele seja protagonista, o autor de descobertas e de sua cidadania. "A Mostratec abre portas para muitos outros caminhos. Somos referência para muitas feiras da região e até de outros Estados. Os jovens querem participar da Mostratec, que é muito mais que currículo. Querem viver essa experiência", conclui.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.