Publicidade
Notícias | Novo Hamburgo Velho problema

Lotação das celas nos plantões das delegacias volta a preocupar

Em Novo Hamburgo, no início da manhã haviam 15 presos aguardando vaga no sistema prisional. Sete foram transferidos durante a tarde

Por Suélen Schaumloeffel
Publicado em: 07.04.2021 às 17:39 Última atualização: 07.04.2021 às 17:41

O levantamento feito pela Ugeirm, sindicato que representa os agentes da Polícia Civil, aponta que haviam 116 presos aguardando vagas no sistema prisional na manhã desta quarta-feira (7), nas Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento (DPPAs). No plantão de Novo Hamburgo haviam 15 presos, sendo um custodiado por policiais militares no lado externo da delegacia. Em algumas cidades há presos mantidos em viaturas da Brigada Militar.

O presidente do sindicato, Isaac Ortiz, observa que a situação é recorrente há cerca de seis anos, em que os presos permanecem mais tempo do que deveria no xadrez das delegacias. “É uma situação de risco para os agentes, para a comunidade e para os próprios presos. Essa situação se agrava ainda mais nessa pandemia, já que não se sabe se essas pessoas estão com Covid-19, podendo contaminar inúmeras pessoas”, pontua, ressaltando que inúmeras medidas já foram solicitadas, mas a situação se repete.

Houve uma diminuição nesse volume durante o isolamento social, mas agora já caminha para o cenário que tínhamos lá em 2019. Há algumas semanas estamos com mais de 100 presos nas delegacias.”
O maior volume de presos está na 2ª DPPA de Porto Alegre, segundo a contagem com 28 presos, seguido pelos plantões de Canoas, com 20 e Novo Hamburgo, com 15. Na sede do Deic, em Porto Alegre há inclusive, um preso positivado para Covid-19 aguardando encaminhamento ao sistema prisional.

Movimentação de 60 presos

Uma reunião do Departamento de Segurança e Execução Penal discutiu a situação e confirmou a transferência de 60 presos ao longo de hoje para as casas prisionais e os demais devem ter suas transferências realizadas nesta quinta-feira (8).

O delegado Tarcísio Kaltbach, responsável pela DPPA hamburguense, confirmou a transferência de sete presos durante a tarde e duas solturas. “Atualmente temos seis presos na DPPA, sendo que daqueles 15 da manhã, dois foram soltos por alvará judicial, cinco foram para vagas em Sapucaia do Sul, um para o Madre Pelletier, em Porto Alegre, e um para Osório”, elenca, destacando que tem fluído bem as vagas no sistema prisional para serem recolhidos ou soltos por alvará de soltura. O delegado ainda observa que há ocasiões em que ocorrem muitas prisões em um mesmo dia, o que consequentemente lota a delegacia, “mas tudo fluindo”. O preso que aguarda por vaga há mais tempo na delegacia hamburguense está no local desde segunda-feira.

Situação

A Ugeirm realiza todas as manhã o levantamento da situação de lotação dos plantões policiais de todo o Rio Grande do Sul. Segundo o relatório de hoje, há 116 aguardando transferência para casas prisionais.
2ª DPPA de Porto Alegre: 28 presos (14 custodiados em viaturas)
3ª DPPA de Porto Alegre: 1 preso
Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic): 7 presos (um positivo para Covid-19)
Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc): 3 presos
Departamento de Homicídios em Porto Alegre: 4 presos
Deam Porto Alegre: 3 presos
DPPA de Canoas: 20 presos (dois com vagas obtidas no sistema prisional)
DPPA de Novo Hamburgo: 15 presos (um custodiado pela BM)
DPPA de São Leopoldo: 8 presos
DPPA de Gravataí: 12 presos (quatro custodiados pela BM)
DPPA de Viamão: 10 presos
DPPA de Taquara: 1 preso
DPPA de Capão da Canoa: 2 presos (um adolescente)
DPPA de Butiá: 2 presos

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.