Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Especial Coronavírus AJUSTE NO CALENDÁRIO

RS confirma redução para oito semanas do intervalo para reforço da AstraZeneca

Antes da decisão, segunda dose do imunizante era aplicada após período de 12 semanas

Publicado em: 20.10.2021 às 12:03 Última atualização: 20.10.2021 às 18:21

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta quarta-feira (20), que seguirá a orientação do Ministério da Saúde que reduz o intervalo da aplicação da segunda dose da vacina da AstraZeneca para oito semanas. Antes, o reforço era feito após o período de 12 semanas.

A medida havia sido anunciada pelo governo federal no último dia 15. Segundo o Ministério da Saúde, o ajuste no calendário tem como objetivo acelerar a vacinação no País. A decisão foi tomada, pois a pasta afirma ter concluído envio de 100% das vacinas do laboratório necessárias para completar o esquema vacinal da população adulta brasileira.

RS reduz intervalo para aplicação da segunda dose da AstraZeneca
RS reduz intervalo para aplicação da segunda dose da AstraZeneca Foto: Inézio Machado/GES

No RS, a decisão foi tomada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na terça-feira (19) por gestores estaduais e municipais, representados pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS).

Pfizer

A SES decidiu, ainda, a população que será alvo das 180 mil vacinas Pfizer que chegaram ao Estado na terça-feira (19). A distribuição das doses é feita hoje.

Na mesmo envio, serão encaminhadas doses de reforço ou para segunda aplicação (D2) que estavam reservadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre.

A próxima distribuição de doses Pfizer será suficiente para alcançar a vacinação de 48,3% do total da população gaúcha de 12 a 17 anos, estimada em 890 mil pessoas.

Distribuição das doses

• Reforço ou dose extra para população indígena, idosos, imunossuprimidos e profissionais da saúde: 1.750 doses de Astrazeneca;
• Primeira aplicação (D1) de adolescentes indígenas: 2.992 doses de Pfizer;
• Primeira aplicação (D1) de adolescentes: 132.210 doses de Pfizer;
• Segunda aplicação (D2) para quem atingiu o período ideal: 174.075 doses de Coronavac;
• Segunda aplicação (D2) para quem atingiu o período ideal: 133.554 doses de Pfizer.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.