Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus 42% do total

Educação Infantil da rede municipal retoma aulas com menos da metade dos estudantes

Dos 3.299 alunos, retornaram 1.385

Por Leandro Domingos
Publicado em: 08.06.2021 às 08:19 Última atualização: 08.06.2021 às 18:14

Os pequeninos retornaram nesta segunda-feira (7) na Escola Professora Carmem Ferreira Foto: PAULO PIRES/GES
Após permanecerem sem receber alunos por um ano e quatro meses, instituições da Rede Municipal de Canoas retomaram o ensino presencial nesta segunda-feira (7). O retorno dos estudantes da Educação Infantil - creche e pré-escola - foi celebrado por educadores, pais, responsáveis e, é claro, pelas crianças.

Na Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Professora Carmem Ferreira, no bairro Mathias Velho, era difícil controlar o entusiasmo do Thomaz. Aluno do jardim, o menino de 4 anos corria, sem parar, de um brinquedo a outro, não deixando tempo nem para que fosse recuperado o fôlego.

Questionado por nossa reportagem se estava feliz pelo retorno, soltou apenas um rápido "Simmmm!" Conforme a diretora Pauline Marinho, o entusiasmo foi compartilhado pelos profissionais que trabalharam muito nas últimas semanas para ver tudo pronto.

"A vontade de ver a escola com crianças de novo era muito grande", observou. "Organizamos tudo da melhor forma possível para esta volta."

A expectativa pela retomada era significativa também por parte de pais e responsáveis. Primeiros no calendário da Secretaria Municipal de Educação (SME) a retornar, os pequenos são os que mais exigem cuidados.

Contudo, para além da educação, a retomada significou, em alguns casos, um retorno a certa normalidade. Morador do bairro Mathias Velho, Émerson Oliveira perdeu os pais e o cunhado para a Covid-19. A volta da pequena Emili, de apenas 2 anos, para o maternal da Carmem Ferreira, foi vista pelo pai como um recomeço.

"Sentimos muito o mal que esta doença pode causar", desabafou o trabalhador de 31 anos. "Nossa rotina virou do avesso depois que a pandemia começou. É bom poder trazer a Emili para a escola. Ela não conhece muita coisa, porque pouco ficou longe de casa", explicou.

Precauções

Conforme a Secretaria de Educação, a estimativa ontem era de que 42% dos 3.299 estudantes da Educação Infantil retornaram à sala de aula. À frente da retomada, a secretária Sônia Maria Oliveira da Rosa passou o dia inteiro circulando por cada uma das instituições.

O número exato de quantos estudantes voltaram nesta segunda será divulgado posteriormente. "É um dia especial e histórico", ressaltou. "Sabíamos que a responsabilidade em torno deste retorno era enorme, mas acredito que fizemos tudo com segurança. Os professores estão vacinados e todos os protocolos estão sendo seguidos à risca."

Na Emei Professora Carmem Ferreira, os brinquedos eram higienizados antes que uma nova turma assumisse a "brincadeira." "Estamos levando todos os protocolos muito a sério. Sabemos que, neste primeiro momento, eles só querem se divertir, então quem tem que estar em cima, mantendo os cuidados necessários, somos nós", defendeu a diretora Pauline Marinho.

Termômetros na entrada de casa escola

É obrigatório o uso de máscara, sendo a proteção de responsabilidade dos pais. Quem chegar sem máscara vai ganhar máscara da Secretaria Municipal da Educação. A Secretaria Municipal da Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde, vai auxiliar as escolas, com monitoramento de casos e orientações a toda a comunidade. Há também termômetros medindo temperatura na entrada de cada escola, como observou nossa reportagem ontem.

Ensino Fundamental

Durante uma ronda pelas escolas, foi observado que nem todas voltaram. A Emei Vó Maria Aldina, no Fátima, ficou fechada devido à “problemas técnicos”, conforme a assessoria da SME. A previsão de retorno ficou para esta terça-feira (8). A volta da Educação Infantil será seguida pelos primeiros anos do Ensino Fundamental, na próxima segunda-feira, dia 14, e dos anos finais, no dia 21.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.