Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Dia Mundial da Saúde

Profissionais da limpeza são essenciais na pandemia

Além de médicos e enfermeiros, eles atuam na linha de frente e convivem com o risco da Covid-19

Por Shállon Teobaldo
Publicado em: 07.04.2021 às 07:54

Jéssica Costa de Moraes é auxiliar de higienização desde o início da pandemia no HU Foto: Laira Souza/Comunicação HU
Além de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, outros profissionais compõem o time da saúde que trabalha dia e noite para combater a Covid-19 e outras doenças.

No Dia Mundial da Saúde, comemorado nesta quarta-feira (7), o DC quer destacar o trabalho das áreas de limpeza e higienização, que mesmo nos bastidores, são fundamentais para o bom andamento do trabalho.

"É um aprendizado constante. É normal ter medo, mas a cada dia lembramos aos colaboradores a importância da atividade deles para a minimização dos impactos da pandemia. A limpeza é essencial dentro e fora do hospital", destaca Elaine da Silva Linderman, coordenadora do setor de higienização do Hospital Universitário (HU), Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC) e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Divididos em três turnos - manhã, tarde e noite - cerca de 200 pessoas atuam na garantia de ambientes asseados para os pacientes.

Só no HU são 105 profissionais, entre eles, a moradora do Bairro Mato Grande, em Canoas, Jéssica Costa de Moraes, que trabalha no hospital há 1 ano e 3 meses.

"Entrei como auxiliar de higienização e pouco depois começou a pandemia de Covid-19. É complicado, tivemos que redobrar o trabalho e a atenção, mas entendemos que sem a limpeza não funciona", diz ela.

Diariamente, Jéssica chega ao hospital e verifica para qual setor foi designada. Depois disso, faz sua higienização pessoal e coloca os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como roupa especial, máscara, luva e touca, tudo para diminuir os riscos de contágio de alguma enfermidade.

Com o carrinho em mãos, ela se dirige ao local e aguarda a liberação da sala, para então executar seu trabalho.

"Começamos pela limpeza do teto, paredes, depois superfícies como as macas e aparelhos e, por fim, o chão", conta.

Os lixos também são separados com identificação própria para que o descarte não coloque ninguém em perigo.

"O medo existe, mas ter o suporte para trabalhar equipada e instruída me tranquiliza", reforça ela. "Tivemos colegas que pegaram coronavírus, mas graças a Deus não perdemos ninguém da equipe", comemora.

Vacina

Jéssica, assim como todos os colegas da higienização, já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Agora, está na expectativa para tomar a segunda e completar a imunização. "Em maio vem a segunda, o que me deixa mais confiante", enfatiza.

Sobre os desafios de enfrentar a Covid de perto, deixa um elogio para as colegas.

"Somos guerreiras, todos os dias vencemos um inimigo invisível para cuidar de outras pessoas. Meus parabéns a cada um do time".

Mensagens de motivação e agradecimento no HNSG

Crianças enviaram mensagens a profissionais da saúde Foto: Divulgação/La Salle
Em apoio e reconhecimento aos profissionais da saúde, estudantes do Colégio La Salle Canoas escreveram mensagens para mostrar gratidão pelo trabalho desenvolvido durante a crise da pandemia, pela atuação na linha de frente do combate.

Os alunos escolheram médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e demais pessoas envolvidas no cuidado dos pacientes do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) como representantes e receptores dessas mensagens de carinho e motivação.

"Aproveitamos o Dia Mundial da Saúde para fazer esta singela homenagem. Este gesto é também uma forma de agradecer pelo atendimento de muitos familiares e amigos próximos de nossos alunos, cujas vidas foram salvas neste hospital", comenta o diretor Aureo Kerbes.

As cartinhas serão entregues nesta quarta-feira (7) e fixadas em um mural no Gracinha.

Aplicação de segunda dose da vacina nesta quarta

A aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 para idosos e profissionais de saúde prossegue em Canoas nesta quarta-feira (7). Quem já completou os 28 dias de intervalo entre as doses da Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, deve procurar uma das 27 unidades básicas de saúde (UBSs) do município, das 8h às 15h.

É preciso levar a carteira de vacinação. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) alerta que, neste momento, a vacinação nas UBSs está restrita à aplicação de segundas doses. A cidade aguarda a chegada de novo lote de imunizantes para dar sequência à vacinação de quem ainda não recebeu a primeira e anunciar a ampliação da faixa etária.

Mais de 2,5 mil casos de Covid

Nova Santa Rita chegou à marca de 2.549 casos de Covid-19, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Em relação ao número de óbitos por complicações da doença, a cidade registra 51, sendo 3 apenas no último final de semana. Assim como em Canoas, o município vizinho também avança na vacinação, já tendo incluído os profissionais de segurança.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.