Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Canoas Transporte

Sogal acumula 1,3 mil multas em 11 meses após queixas do serviço

Atrasos de ônibus causam transtornos aos cidadãos

Por Felipe Uhr
Publicado em: 02.12.2021 às 03:00 Última atualização: 03.12.2021 às 08:46

Não está fácil para quem pega ônibus em Canoas. Os relatos se multiplicam nas ruas e nas redes sociais sobre coletivos que estragam, lotados e que chegam atrasados.

Movimento de passageiros pelo Centro de Canoas é visivelmente maior, o que demanda mais frota e aumento nas tabelas oferecidas
Movimento de passageiros pelo Centro de Canoas é visivelmente maior, o que demanda mais frota e aumento nas tabelas oferecidas Foto: PAULO PIRES/GES
A prefeitura aumentou a fiscalização e o número de infrações bateu recorde em 2021. Até novembro foram aplicadas 1.325 multas, um aumento de 1.388% em relação ao ano passado.

Apesar da fiscalização os cidadãos canoenses continuam fazendo criticas ao transporte público do município. A Sogal afirma que ouve os usuários e que "toma as devidas providências".

É o caso da psicóloga Aline Munhoz. Moradora do bairro Olaria, ela depende das linha 5 e São João Nazário para ir ao trabalho. Somente na semana passada, por dois dias os ônibus não passaram no horário previsto, para não se atrasar ela teve que chamar aplicativo de transporte.

Na volta, o mesmo problema, esperou por mais de uma hora para não perder compromissos teve que recorrer ao aplicativo.

Na quinta-feira, dia do temporal, gastou mais de R$ 30. "Final da tarde e o preço aumenta ainda e eu tenho que tirar do meu bolso, é um absurdo, além de que os ônibus são velhos e sem ar-condicionado. Eu acho que isso acontece por causa do monopólio, não há concorrência." desabafou a jovem de 34 anos.

O porteiro José Carlos, morador do bairro Guajuviras tem a mesma opinião. Para ele a atual empresa que opera o sistema, a Sogal comete falhas: "Já era ruim depois da pandemia ficou pior, e o problema não é a falta de ônibus pelo contrário, às vezes chegam dois da mesma linha ao mesmo tempo, um atrás do tempo e depois não vem nenhum".

A fiscalização realizada pela Unidade de Serviços de Transportes, é operacionalizada pelos fiscais de transportes, que se dividem por quadrantes para monitorar melhor as linhas.

Histórico

No final setembro a Prefeitura aventou licitar em até 90 dias uma nova empresa de ônibus para atuar no município. Na ocasião foram apresentadas 11 medidas para resolver a questão até 2023. O governo também realizou a compra antecipada de 768.758 passagens para uso no programa Oportunidade Canoense com o intuito de beneficiar 10 mil cidadãos com 80 passagens para utilizar por quatro meses. O investimento total foi de R$ 3,7 milhões.

Além de abrir mão da concessão do transporte seletivo (amarelinhos), a Sogal e Prefeitura concordaram em retirar as ações que correm na Justiça. A Sogal também se comprometeu com a melhoria do serviço.

Prefeitos vão a Brasília dia 8

Durante a Frente Nacional dos Prefeitos em Aracaju, na semana passada, Jairo Jorge, Sebastião Melo de Porto Alegre e Fátima Daudt de Novo Hamburgo anunciaram, em vídeo, que vão cobrar do governo federal subsídio para o transporte.

"Queremos convocar todos os nossos prefeitos da Granpal para juntos estarmos no dia 8 de dezembro" declarou Jairo. Os prefeitos elaboraram um documento, onde alertam para a quebra do transporte público urbano, decorrente do aumento de 60% do preço do diesel e da queda no número de usuários.

Há dois pedidos: a desoneração dos impostos no preço do diesel e o financiamento de gratuidade dos idosos. Em setembro prefeitos pediram ao Chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, um repasse de R$ 5 bilhões para socorrer empresas de transporte.

Queda no número de passageiros em todo país

Um levantamento divulgado no início deste ano pelo aplicativo de mobilidade Moovit, mostrou que, em meio à pandemia da covid-19, 36% dos passageiros de dez regiões metropolitanas brasileiras usaram menos transporte público.

Os dados foram apurados com 13 mil usuários durante o mês de novembro do ano passado.

O relatório analisou as regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

A capital baiana registrou o maior índice de passageiros que estão usando menos o transporte público por causa da pandemia. Na região metropolitana de Porto Alegre 5,4% pararam de utilizar totalmente o transporte segundo o levantamento.O relatório está disponível no site da Moovit.

Prazo para entrega do Plano de mobilidade

O prefeito Jairo Jorge tem até o início do ano que vem para elaborar e apresentar o Plano de
Mobilidade Urbana de Canoas. Sancionada em maio do ano passado pelo presidente Jair Bolsonaro, a Lei 14.000/20 determina que cidades com mais de 250 mil habitantes elaborem seus Planos de Mobilidade Urbana (PMUs) até o dia 12 de abril de 2022.

Os municípios com população menor terão um ano a mais para apresentar o seu.O município que não tiver apresentado plano não poderá receber recursos federais para mobilidade urbana. Levantamento feito pelo governo, em 2018, apontou que somente 5% dos municípios possuíam planos de mobilidade urbana.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.