Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Canoas Sogal

Incêndio em ônibus gera prejuízo de R$ 280 mil

Ninguém ficou ferido. Motorista que estava dentro do coletivo conseguiu fugir no princípio das chamas

Por Jeison Silva
Publicado em: 30.09.2021 às 03:00 Última atualização: 30.09.2021 às 08:40

Foi avaliado em R$ 280 mil o prejuízo da Sogal com o incêndio de um ônibus da concessionária na alça de acesso à Tabaí na manhã de ontem. Ninguém ficou ferido, conforme os bombeiros. O motorista que estava dentro do coletivo conseguiu fugir no princípio das chamas.

Fumaça no motor

Incêndio destruiu coletivo da Sogal
Incêndio destruiu coletivo da Sogal Foto: Divulgação/Bombeiros
O sargento Fernando Galvan comandou a guarnição dos bombeiros que debelou as chamas a partir das 9h. "O motorista disse que viu a fumaça no motor e o princípio de incêndio e desceu correndo do ônibus", recorda.

"Não havia passageiros, mas o fogo atingiu toda a carroceria do veículo. " O coletivo ficou totalmente destruído. Os bombeiros ficaram até o meio-dia fazendo a limpeza da pista de acesso a BR-386, sentido Capital-interior.

De acordo com o superintendente da Sogal, Marlon Casagrande, as perdas foram expressivas. "Um ônibus zero Km do mesmo modelo custa R$ 540 mil", avalia. "Aquele que foi perdido era ano 2014 e custa em torno de 280 mil." Um guincho da concessionária fez a remoção do veículo perto das 10h.

ISSQN

O acidente com o ônibus e o prejuízo ocorrem num período sensível para a viabilidade financeira da Sogal. Além da compra de passagens para programas sociais por parte da prefeitura, outras medidas para evitar o colapso da empresa são tomadas nos âmbitos Legislativo e Judiciário.

Os vereadores aprovaram ontem Projeto de Lei da Prefeitura Municipal que trata sobre a prorrogação da isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), às concessionárias de transporte coletivo do Município concedida pela lei 5822/2014.

O projeto justifica que a referida isenção ocorre desde 2014 e vem sendo mantida anualmente. Afirma, ainda, que "a medida visa não onerar o preço da tarifa paga pelos usuários do transporte público, uma vez que o valor do ISSQN é incluído no cálculo tarifário" e justifica o projeto para "manter o valor da tarifa o mais acessível possível para a população".

Reforma do transporte píblico

A Prefeitura, o Sindicato dos Rodoviários e a Sogal anunciaram na terça-feira um conjunto de 11 medidas para melhorar o serviço na cidade. Entre os itens estão a abertura de licitação para nova empresa de transporte seletivo em até 90 dias e um programa de oportunidades para 10 mil desempregados, com aquisição de 80 passagens em 4 meses e cursos gratuitos, com investimento de R$ 3,69 milhões.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.