Publicidade
Notícias | Canoas Filme

O mesmo criador de "Invocação do Mal"

Chega aos cinemas de Canoas o filme de terror "Maligno", que tem nos créditos o diretor James Wan

Por Leandro Domingos
Publicado em: 10.09.2021 às 03:00 Última atualização: 10.09.2021 às 08:41

O prazer de acompanhar uma sessão no escurinho do cinema inclui, de vez em quando, encarar um bom pesadelo. Nesse sentido, o gênero terror é matéria-prima na fábrica de sonhos que é Hollywood. Quase semanalmente há uma estreia que garante o interesse do público que gosta de sentir medo.

Annabelle Wallis encara o medo no novo terror "Maligno" Foto: WARNER BROS/DIVULGAÇÃO
"Maligno" é o mais recente exemplar do gênero a chegar nas salas do UCI, do ParkShopping Canoas, e do Cinemark, do Canoas Shopping. A produção tem como chamariz a assinatura do diretor, roteirista e produtor James Wan, cujos créditos incluem a criação de franquias como "Jogos Mortais", "Sobrenatural" e "Invocação do Mal".

O longa-metragem conta a história de Madison (Annabelle Wallis), que passa a ter sonhos aterrorizantes de pessoas sendo brutalmente assassinadas. Ela acaba descobrindo que, na verdade, são visões dos crimes no momento em que eles estão acontecendo. Aos poucos, percebe que esses assassinatos estão conectados a uma entidade do seu passado chamada Gabriel, que a traumatizou quando criança.

Mais barato

Após comandar a primeira aventura do personagem "Aquaman" no cinema, em uma superprodução bancada pela Warner Bros. Pictures, "Maligno" marca o retorno de James Wan às suas raízes independentes, trabalhando com um custo de produção mais baixo, apesar da complexidade visual que pode ser vista no longa em cartaz. Wan promove o terror enquanto roda a continuação da aventura do Rei de Atlantis saído das páginas dos quadrinhos criados pela DC Comics.

Um medo sem fim

"O Homem nas Trevas 2", "A Lenda de Candyman" e "Maligno" chegaram a Canoas no último mês. O público adora. "Invocação do Mal 3" levou nada menos que 10 milhões de brasileiros aos cinemas em apenas 15 dias. Isso em plena pandemia.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.