Publicidade
Notícias | Canoas Celebração em Canoas

Em mais um Corpus Christi na pandemia, escadaria da Igreja Matriz vira altar para missa

Data contou até com a presença do novo bispo do Estado celebrando a Santa Missa

Por Leandro Domingos
Publicado em: 04.06.2021 às 08:59

Celebração de Corpus Christi, na Igreja Matriz, aconteceu ao ar livre Foto: PAULO PIRES/GES
A pandemia continua afetando as celebrações santas. Desta vez, foi a solenidade do Santíssimo Sacramento do Corpo e Sangue de Jesus Cristo, conhecido como Corpus Christi. A data, comemorada pelos cristãos nesta quinta-feira (03), teve que se adequar a protocolos de segurança para evitar o contágio por Covid-19.

Pelo segundo ano consecutivo, os fiéis não viram os tradicionais tapetes de serragem montados pelas ruas da cidade. Porém, eles acabaram sendo confeccionados dentro das paróquias. O mesmo se pode dizer a respeito das procissões a pé que em geral marcavam a data. As celebrações aconteceram, contudo com número de pessoas restrito em cada igreja.

O maior destaque da programação foi a solenidade ao ar livre na Paróquia São Luís Gonzaga. A missa na Igreja Matriz foi celebrada por dom Leomar Antônio Brustolin, que recebeu a nomeação do Papa Francisco, nesta quarta-feira (02), como arcebispo de Santa Maria.

Em Canoas, o novo bispo fez um sermão aludindo o período de pandemia, no qual é necessário ajudar o próximo. "Temos que cuidar dos doentes, cuidar das crianças, dos nossos pais e das nossas mães. Mais do que nunca, é tempo de fazer o bem."

Oração online

O pão e o vinho foram repartidos não só na Igreja Matriz. As celebrações aconteceram também na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, onde foram expostos enormes tapetes. As paróquias Nossa Senhora das Graças, Santa Luzia e Nossa Senhora de Caravaggio e Santuário São Cristóvão também tiveram Santa Missa. Porém, nem todos os fiéis participaram.

Houve quem preferiu, por conta do risco de contágio por Covid-19, acompanhar a tudo de casa. Maria de Lourdes Silveira, 64 anos, é um exemplo. Pelo segundo ano consecutivo, a professora aposentada acompanhou as orações de forma online. "Minha fé continua a mesma, porém agora preciso tomar muito cuidado", explica. "Me vacinei, mas ainda não me senti segura para voltar à igreja. Sei que o Senhor entende muito bem isso."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.