Publicidade
Notícias | Canoas Economia

Prefeitura de Canoas confirma que três novas empresas vão se instalar próximo à Havan

Estimativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação é que os quatro empreendimentos resultem na criação de 1.200 empregos diretos. "Nosso trabalho para trazer empresas para a cidade não para", afirmou a secretária Simone Sabin

Por Leandro Domingos
Publicado em: 26.03.2021 às 15:24 Última atualização: 29.03.2021 às 09:54

Novos empreendimentos serão instalados em área próxima da Havan, em Canoas Foto: PAULO PIRES/GES
Secretária de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Simone Sabin confirmou, na tarde desta sexta-feira (26), que três novas empresas serão instaladas nas imediações do terreno da Havan, na Avenida Farroupilha, bairro Marechal Rondon, em Canoas. Uma ficará ao lado do endereço onde vai funcionar a popular loja com a Estátua da Liberdade.

De acordo com a secretária, a estimativa é que os quatro empreendimentos resultem na criação de 1.200 empregos diretos para os canoenses. "Nosso trabalho para trazer empresas para a cidade não para", afirmou. "Acabei de sobrevoar toda a cidade para realizar um levantamento das áreas que podem gerar investimentos. Vem muita coisa boa", garante.

A secretária e o prefeito Jairo Jorge receberam, na semana passada, representantes da empresa italiana Leonardo. Entre os temas tratados estava a possível instalação da fábrica estrangeira de peças para aeronaves. "O encontro foi ótimo e acredito que abriu caminho para atrair investimentos de empresas italianas".



Confira abaixo a entrevista com a secretária Simone Sabin:

Houve atraso na previsão das obras da Havan ...

Sim, na verdade a pandemia atingiu em cheio não só o Luciano Hang, mas também a mãe dele [Regina Modesti Hang, 82 anos], que morreu, e o Nilton Hang, que é o administrador que está tocando o empreendimento. No entanto, agora está de vento em popa. Os homens e as máquinas voltaram a trabalhar e imaginamos que a inauguração possa acontecer no início de junho.

E quanto as vagas de emprego?

Estimamos entre 150 e 200 vagas diretas. Somente nesta etapa de construção, serão 600 trabalhadores sendo empregados. Estamos em contato permanente com a Havan. É possível se cadastrar para trabalhar com a empresa, porém eles ainda não começaram a selecionar. Pedimos que nos informem da seleção assim que tiver início o processo. O combinado é que seja dada preferência para moradores de Canoas na loja. Só que isso não é tudo ...

Há novidades?

Temos ótimas notícias. Naquela área onde a Havan vai se instalar, teremos também mais três empresas. Não podemos revelar detalhes ainda, porém o investimento é certo. Calculamos que a Havan e estas outras três possam gerar aproximadamente 1.200 empregos diretos. Só esta empresa que será instalada ao lado da Havan, deve garantir um investimento de R$ 45 milhões e 300 novos postos de trabalho.

E quando estas empresas começam a se instalar?

Acreditamos que até a metade do ano. No máximo, até setembro, porém não posso dizer muito mais a respeito, por enquanto. Acredite, está todo mundo querendo saber. 

Há investimentos em outras partes da cidade?

Com certeza. A Quântico está sendo instalada no PCI (Parque Canoas de Inovação). Sozinha, a empresa está investindo R$ 400 milhões. Também gostaria de lembrar que trabalho com o prefeito Jairo Jorge, que é um visionário. Começamos a construir uma relação com empresas italianas. Recebemos representantes da Leonardo, que fabrica peças para helicópteros. É claro que ela seria instalada próximo a nossa Base Aérea. Porém, a instalação dela na cidade requer uma preparação muito maior e não podemos fazer qualquer estimativa.

Auxílio canoense

Terminou ontem o prazo de inscrições para receber o auxílio emergencial canoense, com 12.122 candidatos inscritos. A lista dos contemplados será divulgada pela Prefeitura na quarta-feira.

Criado para amenizar os impactos da pandemia, o auxílio de R$ 200 será garantido por três meses. Para ser selecionado, o candidato deve ser canoense e ter renda per capita menor que meio salário mínimo, além de cadastro no Cadúnico.

Fora esses pré-requisitos, o beneficiário fica obrigado à prestação de 4 horas mensais de trabalho à comunidade, seguindo todos os protocolos de saúde, e pode escolher entre limpeza de escolas ou de ruas, jardinagem ou manutenção predial. Sem a prestação do serviço, o benefício não será pago. Segundo a Prefeitura, é uma medida para inserir o canoense no mercado de trabalho.

 

Empréstimo a juro zero para microempresários

Na tentativa de evitar que mais empresas locais fechem por conta da pandemia, a Prefeitura de Canoas estuda viabilizar um empréstimo sem a cobrança de juros para os microempresários do município. O recurso seria uma forma de evitar que mais negócios sejam encerrados por conta das dificuldades impostas pela pandemia, uma vez que as micro e pequenas empresas são as mais atingidas pela crise.

"Estamos vendo a possibilidade de fazer um empréstimo a juro zero para microempresas e já temos um convênio acertado com o Sebrae para elas se reinventarem, principalmente aquelas que estão praticamente fechando. Vamos lançar o edital provavelmente nesta semana", declarou a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Simone Sabin.

A meta é colocar em prática essa ajuda até a metade de abril. Segundo ela, o valor "não é muito alto", mas certamente deve contribuir neste momento de crise. Simone adiantou ainda que o governo federal também deve ajudar o setor. A secretária explica que o prefeito Jairo Jorge solicitou total dedicação ao tema: "Não podemos deixar essas empresas sem nenhum apoio. O prefeito mandou a gente se empenhar ao máximo".

Ajuda do Estado

O governador Eduardo Leite apresentou na sexta-feira uma proposta de auxílio emergencial que totaliza R$ 130 milhões aos setores mais afetados no Rio Grande do Sul.

O setor de serviços registrou a maior perda de empregos formais entre os segmentos. O saldo negativo foi de quase cinco vezes o registrado no comércio. Dos 22,9 mil desligamentos líquidos registrados no setor de serviços, 17,5 mil vêm dos setores de alojamento e alimentação, que serão priorizados.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.