Publicidade
Notícias | Canoas Fiscalização

Em momento de risco, BM teve trabalho para acabar com aglomerações de colorados em Canoas

O domingo (21) foi de barzinhos lotados de torcedores, em Canoas, para acompanhar a partida entre Flamengo e Internacional. Só no bairro Mathias Velho, 60 estavam reunidos em um pequeno estabelecimento para ver o jogo

Publicado em: 22.02.2021 às 16:28 Última atualização: 22.02.2021 às 16:43

Canoas e o Estado vivem o momento mais tenso e perigoso desde o início da pandemia por Covid-19, segundo as autoridades em saúde. Eis a razão pelo qual se faz mais necessário evitar as aglomerações. Só que o domingo (21) de futebol foi de torcedores colorados reunidos, em diversos pontos da cidade, para acompanhar a partida decisiva, pelo Campeonato Brasileiro, do Flamengo contra o Internacional.

Morador do Rio Branco, Ernesto Neves apontou ter visto dezenas de torcedores em um barzinho do bairro. "Liguei para a Brigada, mas quando eles chegaram, o Flamengo já estava ganhando e não tinha mais toda aquela aglomeração de torcedores que a gente via pela janela no começo da partida", explicou o aposentado de 64 anos.

De acordo com o 15º Batalhão da Polícia Militar (BPM), foram muitas denúncias que chegaram até o quartel, motivo pelo qual a Brigada manteve ao longo de todo o final de semana as abordagens, orientações e repressões a aglomerações de pessoas que contrariam o decreto de Nº 55.764 do Governo do Estado. Só no bairro Mathias Velho, 60 estavam reunidos em um pequeno estabelecimento para ver o jogo.

Conforme o comando da BM, as pessoas no local estavam consumindo bebidas alcoólicas, sem o devido distanciamento e as medidas sanitárias, impostas no decreto vigente. Os participantes do evento foram orientados e o proprietário do estabelecimento assinou um Termo Circunstanciado por desobediência.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.