Publicidade
Notícias | Canoas Candidato

Experiência é aposta de Jairo para 2º turno

Ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PSD) falou à rádio ABC 103.3 FM sobre como pretende conquistar votos para vencer as eleições

Por Shállon Teobaldo
Publicado em: 22.11.2020 às 14:05 Última atualização: 23.11.2020 às 09:29

Jairo Jorge vai para o segundo turno com 10,72% de vantagem em relação a Busato Foto: PAULO PIRES/GES
Com objetivo de voltar à Prefeitura, Jairo Jorge, que comandou o município durante oito anos antes de Luiz Carlos Busato (PTB) assumir, colocou seu nome novamente à disposição da população, pelo PSD, para concorrer nas Eleições Municipais. No primeiro turno, chegou em primeiro lugar, com 71.968 mil votos, o que representa 45,20% do total. Em campanha para o segundo turno, onde disputa contra Busato, o candidato esteve no programa Ponto e Contraponto desta quinta-feira (19), na rádio ABC 103.3 FM, para falar sobre a eleição e como pretende vencer o pleito do dia 29.

Questionado pelo jornalista e apresentador João Carlos Ávila sobre os cerca de sete mil votos que faltaram para garantir sua vitória em primeiro turno, Jairo Jorge apontou duas questões para o resultado. “Primeiro, os canoenses querem debater mais. Segundo é que as urnas mostraram uma desaprovação de mais de 65% à atual gestão. Ele teve menos votos que na eleição de 2016, se mostra como um prefeito ausente, de última hora, quer fazer agora o que não fez em quatro anos e as pessoas querem mudança e eu quero ser essa mudança”, enfatizou.

Assim como o opositor, Busato, na entrevista de ontem, Jairo fez críticas ao prefeito e pediu um debate político sem mentiras. “No primeiro turno, apresentei 55 propostas para que Canoas seja a primeira cidade do Estado a superar a crise. A comparação é natural, desde que seja verdadeira. O prefeito falou que fez 500 obras, isso não existe, ele entregou cerca de 30. As que eu fiz estão numeradas. Os dados que eu uso da saúde eu retiro do DataSUS, que não mente.” Entre os projetos para a área no município, o candidato destacou que pretende reabrir a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Idoso, duas UPAs 16h, telemedicina e fazer mutirão de cirurgias, exames e consultas especializadas.

Cláudio Brito, apresentador e comentarista da ABC 103.3 FM, instigou Jairo a falar sobre o retrato eleitoral do Brasil. A principal observação do candidato foi a respeito do crescimento do espectro das políticas de centro. “Vivemos no país uma polarização hora esquerda, hora direita e agora as pessoas mostraram que querem o centro, a racionalidade. Não existe prefeito de oposição, prefeito precisa dialogar com governador, presidente, o prefeito tem que ser prefeito de todos e representar os interesses da cidade olhando para frente. No meu período Canoas disparou e com o Busato parou”, disse.

Apoios políticos

Na tarde desta quarta-feira (18), a agora ex-candidata à Prefeitura de Canoas, Simone Sabin, que concorreu pelo PRTB e fez 5.055 votos, representando 3,17% das urnas, confirmou seu apoio a Jairo Jorge no segundo turno. Na página do Facebook da campanha do candidato, foi publicada uma foto dos dois sorrindo lado a lado e fazendo o símbolo de coração com as mãos. “Acredito que toda liderança tem o dever de se posicionar. Temos diferenças, mas temos também grande ponto de convergência: queremos o melhor para Canoas”, afirmou Simone em nota. Jairo Jorge também falou sobre o ingresso do PRTB na Aliança Municipal de Oposição - Amo Canoas: “Seguimos com a nossa grande corrente do bem. O momento é de união para retomarmos o desenvolvimento da nossa cidade”. Na rádio, ele citou em primeira mão que, nesta quinta-feira (19), confirmará também o adesão de César Augusto, que disputou pelo Republicanos, fazendo 3,51% dos votos (5.592).

Prioridades de governo se vencer

Além da saúde, se vencer, Jairo Jorge salientou outras duas prioridades: emprego e educação. Um de seus projetos para geração de emprego e renda é o Juro Zero, que oferece capital de giro para pequenas empresas com devolução sem juros, a fim de que as mesmas não fechem as portas. “Outro aspecto é não fechar o comércio, regular o fluxo, garantir as soluções sanitárias, mas sem fechamento”. A respeito do auxílio emergencial municipal, o candidato falou que vai fazer mudanças, propondo um dia de trabalho voluntário para receber R$ 200,00. Para a educação, o foco será em mapear o que foi aprendido este ano e manter estudo híbrido, com aulas presenciais e online.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.