Informe Publicitário Educação

Complementação do Fies 2021.1 iniciou nesta quarta-feira

Entre os dias 3 e 5 de fevereiro, candidatos pré-selecionados precisam realizar o processo

Por Agência Educa Mais Brasil
Publicado em: 04.02.2021 às 11:05 Última atualização: 04.02.2021 às 11:05

Estudantes pré-selecionados no processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao primeiro semestre de 2021 têm entre os dias 3 e 5 de fevereiro para fazer a complementação da inscrição. O processo, que é obrigatório, é o primeiro passo para a contratação do financiamento estudantil. As informações necessárias, tais como dados bancários do fiador e do seguro para pagamento da dívida em caso de morte, devem ser inseridas no site do programa.

Ao concluir essa etapa, é preciso validar, em até cinco dias úteis a partir do dia da complementação, as informações junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino superior que conseguiu aprovação. A instituição irá gerar o Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) e, com esse documento, o candidato terá um prazo de dez dias úteis para finalizar a contratação do financiamento com o agente financeiro.

As inscrições para o Fies 2021.1 estiveram abertas do dia 26 a 29 de janeiro. O resultado foi divulgado no dia 2 de fevereiro. Os que não foram pré-selecionados na chamada única regular serão, automaticamente, incluídos na lista de espera. A convocação da lista de espera começa no dia 3 de fevereiro e segue até 18 de março.

Confira, abaixo, o cronograma do Fies 2021.1:
•Inscrição: de 26 a 29 de janeiro de 2021
•Resultado: 2 de fevereiro de 2021
•Complementação da inscrição - pré-selecionados em chamada única: de 3 a 5 de fevereiro de 2021
•Convocação por meio de lista de espera: de 3 de fevereiro até o dia 18 de março de 2021

Sobre o Fies

O Fies é o financiamento estudantil do governo federal voltado para brasileiros que não têm condições financeiras de pagar as mensalidades do curso de graduação. O processo seletivo é aberto duas vezes ao ano e a classificação é feita com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), desde que o estudante tenha atingido uma média igual ou superior a 450 pontos na soma das provas objetivas e maior que zero na redação. A renda máxima para modalidade Fies é de três salários-mínimos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
>