Publicidade
Botão de Assistente virtual
Cotidiano | ABC Pra Você | Motores Impressões ao dirigir

Caminho livre para o Spin de 7 lugares

Com o fim da produção do Fiat Doblò, modelo da Chevrolet reina sozinho na sua faixa de preço

Publicado em: 23.09.2021 às 06:00

Com a aposentadoria do Fiat Doblò, o Chevrolet Spin deve reinar praticamente sozinho entre os monovolumes de 7 lugares na faixa dos R$ 100 mil - do qual, aliás, já detém mais de 60% das vendas. Mais moderno que o rival que sai de linha, conta com a opção da dupla câmbio automático piloto automático, que o Doblò não tinha nem como opcional.

Chevrolet Spin 2022

A versão testada, a Premier, é um convite para viajar com a família. Em outros modelos, são necessários dois carros para transportar 7 pessoas. E dois carros significam gastos em dobro com gasolina e pedágio.

Um dos diferenciais é o sistema corrediço para a segunda fileira de bancos, que permite deslocar os assentos da fileira central para frente ou para trás em até 11 cm, assim como o ângulo do encosto. Dessa forma é possível configurar os espaços conforme a necessidade. É claro que pessoas com mais de 1,90 m não vão estar totalmente confortáveis na terceira fileira, mas na segunda fileira vão ficar muito bem acomodadas, pois há bom espaço para os joelhos e para a cabeça. A suspensão é macia e trata bem os ocupantes.

Spin Premier é a novidade da linha 2020

Preços da linha

A linha Spin é composta pelas versões LS (R$ 87,85 mil), LT (R$ 93,59 mil), Premier (R$ 107,59 mil), Activ 5 (R$ 110,49 mil) e a Activ 7 (R$ 114,79 mil). As outras opções de 7 lugares existem só entre os SUVs, muito mais caros, como Caoa Chery Tiggo 8 (R$ 187,89 mil) e JAC T80 (R$ 159,99 mil). Em resumo: o Spin segue como uma ótima opção para viagens em família e inclusive para o transporte de passageiros.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.