Publicidade
Botão de Assistente virtual
Cotidiano | ABC Pra Você | Motores Impressões ao dirigir

Honda WR-V: para leves aventuras urbanas e rurais

Modelo pode não ser um 4x4, mas enfrenta com tranquilidade os buracos pelo caminho

Por Adair Santos
Publicado em: 29.06.2021 às 06:00

O WR-V está bem longe de ser um 4x4, é verdade. Porém, traz diferenciais interessantes em relação a outros aventureiros leves disponíveis no mercado. O primeiro deles é o visual, que ganha mais personalidade a cada facelift, distanciando-se em relação ao irmão gêmeo Honda Fit. O segundo são os reforços mecânicos, que incluem suspensão reforçada e eixo traseiro baseado no HR-V, dotado de alta rigidez.

Honda WR-V linha 2021

A versão testada, a topo de linha EXL, custa R$ 103,1 mil, R$ 3,6 mil a mais que a mesma configuração do Fit. A grande pergunta é: vale a pena esse gasto extra? A resposta é: depende do uso que o dono vai fazer. Quem tem estradas boas pode optar pelo Fit, que no entanto também aguenta numa boa as ruas esburacadas. Já quem gosta de andar pelas estradas do interior e escolher o WR-V encontrará maior resistência mecânica.

Mas como o primeiro fator de compra é o design, a maioria das pessoas decide comprar justamente por gostar do visual. O Fit tem design mais harmônico, enquanto o aventureiro traz linhas mais fortes, com capô alto, lanternas em L invertido, apliques plásticos e rodas exclusivas. Além disso, na linha 2021, lançada em setembro passado, ganhou leves retoques.

A Honda classifica o modelo como um SUV, mas ele está mais para crossover. De qualquer maneira, na cidade, com seus 20 cm de altura em relação ao solo (5 cm a mais que o Fit), enfrenta com maior desenvoltura os buracos. Também facilita a direção elétrica EPS desenvolvida especificamente para o modelo, que permite um raio de manobra de apenas 5,3 m. Em resumo, o valor extra cobrado pelo WR-V é honesto diante dos apetrechos visuais que oferece a mais.


Capô alto, grade imponente e lanternas em LED

Honda WR-V linha 2021

Ainda na linha 2021 o modelo havia recebido pequenas mudanças. São novas a grade frontal, com desenho horizontal e área cromada mais estreita, e os faróis em LED. Os faróis de neblina, em todas as versões, ganharam uma nova moldura, com lâmpadas em LED na EX e EXL. Todas as versões trazem luzes diurnas de rodagem em LED.

Na traseira, o para-choque ficou 6,7 cm mais comprido em relação à linha 2020. Também são novas as lanternas, igualmente em LED. O friso superior da placa, antes cromado, agora segue a cor da carroceria. As rodas aro 16" têm acabamento escurecido (nas versões EX e EXL) e são calçadas com pneus 195/60.

Motor 1.5 compensa com muita economia

Honda WR-V linha 2021

O propulsor 1.5 i-VTEC FlexOne dá conta dos 1.130 kg do modelo, que é 26 kg mais pesado que o Fit. São 116 cv de potência com álcool e 115 cv com gasolina a 6.000 rpm, bem como 15,3 kgfm/ 15,2 kgfm a 4.800 rpm de torque.

Com gasolina, na estrada, fez facilmente de 15 km/l a 17 km/l. Na cidade, a média foi de 12 km/l.

A transmissão CVT possui conversor de torque, proporcionando aceleração linear. Na EX e na EXL, traz borboletas atrás do volante (paddle shifts) para trocas de marchas. A direção elétrica é bastante leve e torna as manobras uma moleza.

 

No cockpit, muito espaço e acabamentos em black piano

Honda WR-V linha 2021

Por dentro, o WR-V é idêntico ao Fit, herdando todo o seu excelente espaço e a ótima ergonomia. Ajuste de altura do banco do motorista contribui para ampliar os benefícios de uma posição alta de dirigir. Volante revestido em couro também traz regulagem de altura e profundidade. Painel bluemeter segue moderno e exibe as informações com clareza.

Na topo de linha, insertos e molduras do painel em black piano, assim como detalhes cromados, ajudam a criar uma atmosfera mais requintada. Mas a base superior do painel é feita em plástico seco e bem que poderia ser revista e melhorada pela Honda.

A EXL vem equipada com bancos revestidos em couro, retrovisores eletricamente rebatíveis, sensores de estacionamento dianteiros e espelho interno fotocrômico. Traz, ainda, ar-condicionado digital e automático touchscreen, que torna mais prático e eficiente o controle da temperatura interna, e apoio de braço no console central,

Central multimídia touchscreen de 7" com conectividade com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto vem com navegador GPS integrado, além de câmera de ré e sistema de áudio com conexão bluetooth.

 

Como em um passe mágica, há diversas opções de modularidade interna

Honda WR-V linha 2021

O sistema de bancos Magic Seat segue como um dos grandes atrativos do modelo.

A modularidade permite deitar todos os bancos e criar uma cama para descansar em uma emergência. Também possibilita rebater os assentos traseiros para levar cargas, ampliando o volume de 363 l para 1.045 e transformando o WR-V praticamente em um pequeno furgão. Bom para transportar desde colchões, roupas e até engradados de bebidas.

Os assentos traseiros também podem ser levantados, permitindo acomodar objetos de grandes dimensões ou altos, como um vaso de planta, por exemplo.

 

Honda WR-V linha 2021

Estrutura de deformação progressiva garante a segurança

Ainda na linha 2021 o modelo havia recebido pequenas mudanças. São novas a grade frontal, com desenho horizontal e área cromada mais estreita, e os faróis em LED. Os faróis de neblina, em todas as versões, ganharam uma nova moldura, com lâmpadas em LED na EX e EXL. Todas as versões trazem luzes diurnas de rodagem em LED.

Na traseira, o para-choque ficou 6,7 cm mais comprido em relação à linha 2020. Também são novas as lanternas, igualmente em LED. O friso superior da placa, antes cromado, agora segue a cor da carroceria. As rodas aro 16" têm acabamento escurecido (nas versões EX e EXL) e são calçadas com pneus 195/60.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.