Publicidade
Cotidiano | ABC Pra Você | Decoração Harmonia na vida a dois

No banheiro do casal, tudo em dobro

Um lugar bem organizado, confortável e com boa estrutura influencia no humor e no comportamento

Publicado em: 08.06.2021 às 06:00

Banheiro do casal

Quando chega o tão sonhado período da vida a dois, o casal compartilha tudo, inclusive o banheiro. Principalmente em algumas horas do dia, quando ambos recorrem ao mesmo espaço, o ambiente precisa recebê-los com completude e sem apertos, facilitando a rotina e otimizando o tempo dos moradores.

Para isso, investir em um banheiro de casal pode ser uma excelente aposta. Um lugar bem organizado, confortável e com estrutura em dobro influencia no humor e no comportamento das pessoas. E sim, o cômodo pode ser dividido de forma harmônica. Confira as dicas da Celite.

Realizar um projeto de banheiro de casal demanda ao arquiteto ou designer de interiores pensar e prover uma série de soluções que vão além dos aspectos funcionais e estéticos de todo projeto. O número de elementos que serão inseridos no banheiro, tais como toalhas, produtos de higiene pessoal e de beleza, além de cubas e espelhos, entre outros, precisarão ser em dobro. Com isso, também será necessário ampliar o espaço de armazenamento com gabinetes embaixo da bancada, além de nichos e prateleiras.

Na escolha por produtos fixos, se o espaço permitir, o ideal é optar por gabinetes individuais ou bancadas que comportem duas cubas. Além de auxiliar na individualidade e organização, a decisão colabora na agilidade, uma vez que os dois podem usar concomitantemente. Nesse contexto, também não se pode esquecer de considerar dois espelhos individuais ou amplos, que podem ser divididos. Caso o banheiro seja estreito, recorrer ao uso de organizadores pode ser eficaz para separar os produtos consumidos por cada um.

Em se falando de um espaço pequeno, a cor do ambiente se torna um fator ainda mais importante. Segundo a psicologia das cores, tons claros são mais indicados, pois promovem as sensações de limpeza e amplitude. Além disso, permitem personalizar o espaço, de acordo com a preferência de cada usuário, sem comprometer a área total. Isso vale tanto para as louças sanitárias quanto para móveis, pisos, revestimentos e tintas.

A iluminação é outro ponto relevante no banheiro de casal e deve ser pensada levando em consideração a utilização de duas pessoas ao mesmo tempo. Um projeto luminotécnico centralizado é fundamental para prover um ambiente seguro e, da mesma forma, luzes projetadas bem próximas aos espelhos contribuem para facilitar os momentos de higiene e autocuidado.

Gabinete: escolha depende do estilo dos moradores e da funcionalidade

A escolha do gabinete do banheiro vai depender do estilo do casal e pode ser definida por atributos como design moderno e despojado ou algo mais clássico.

Além do externo, o móvel precisa condizer com o tamanho do banheiro e dispor de espaço de armazenamento com gavetas e prateleiras. O que vai definir é a necessidade dos consumidores.

Para atender os banheiros com tamanhos reduzidos, o ideal são móveis que ocupam apenas 40 cm de largura, por exemplo.

Para os ambientes maiores, a marca conta com opções de até 80 cm de largura. A marca oferece versões de gabinetes com cuba de apoio, espelho e prateleiras.

Com relação aos materiais, os gabinetes são produzidos em MDP (Medium Density Particleboard), material recomendado para espaços úmidos que precisam de estabilidade e maior durabilidade.

As cubas e lavatórios são produzidos em louça sanitária, ou seja, não amarelam nem desbotam ou deformam com o uso.

Cubas de apoio ou de sobrepor

Para as cubas, há quem goste do branco brilho, como também dos modelos em cores, no acabamento brilho ou matte. Há diferentes formatos, tamanhos, cores e tipos de instalação para combinar com o seu projeto: tudo vai depender do estilo e espaço disponível. Contudo, não existe uma regra e é possível criar suas próprias combinações exclusivas e com um toque especial.

A cuba de apoio, como o próprio nome já sugere, é instalada sobre a bancada e ganha volume. Pode ser uma cuba de apoio com mesa para o metal (quando há um furo para colocar uma torneira, sempre de bica baixa), ou sem mesa para metal — neste caso, recomenda-se usar uma torneira de bica alta ou uma torneira de parede.

Já a cuba de sobrepor se encaixa dentro do móvel do banheiro. Ao ficar sobreposta, fica visível apenas uma pequena borda mais alta em relação à superfície da pia. Para ambos os casos, uma dica: é preciso atentar para a altura da bancada em relação ao piso, para que não fique alta ou baixa demais para quem usá-la. Para este tipo, a torneira ideal é a de bica baixa ou de parede.


Fatal error: require(): Failed opening required 'includes/2019/paginas/materias/assinenewsletter.php' (include_path='.:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /sites/hosts/diariodecanoas.com.br/_templates/2019/materia_abc_pra_voce.php on line 122

Mensagem

Erro: require(): Failed opening required 'includes/2019/paginas/materias/assinenewsletter.php' (include_path='.:/usr/share/pear:/usr/share/php')
Arquivo /sites/hosts/diariodecanoas.com.br/_templates/2019/materia_abc_pra_voce.php na linha 122