Publicidade
Cotidiano Receita

Anonymus: costela de gado com suco de laranja

Carne para quem não tem churrasqueira

Por Anonymus Gourmet
Publicado em: 24.04.2021 às 03:00 Última atualização: 24.04.2021 às 09:35

Costela com suco de laranha do Anonymys Foto: Alessandra Bragamonte/Especial
O churrasco dominical tem raízes profundas no Rio Grande do Sul. O gado bovino chegou ao Estado no século 17. Era o chamado gado xucro ou gado chimarrão, que vivia à solta, caçado pelos índios charruas, nativos da região, que se tornaram grandes mestres na arte do churrasco, segundo a jornalista Adélia Porto.

A habilidade e o apetite dos índios espantaram o padre Antônio Seppé, que esteve aqui em 1691: "Impossível descrever com que perícia e rapidez os índios pegam uma rês, derrubam-na, tiram-lhe o couro e esquartejam-na. Mas muito mais rápidos são ainda no comer."

Perplexo, o padre Seppé escreveu sobre um casal de índios que, sentindo fome, interrompeu a lavração de uma roça e devorou um dos bois de serviço, utilizando o arado, que era de pau, para principiar o fogo - um insólito churrasco de emergência.

Somos herdeiros dessa variada tradição que nos nossos dias transformou o churrasco em sinônimo de confraternização familiar e celebração de amigos. Porém, nem todos têm acesso a uma churrasqueira. Para esses, sugiro uma costela com suco de laranja, que pode ser feita no fogão.

Ingredientes:

1 1/2 kg de costela magra / 1 cebola grande em pedaços / 3 tomates em pedaços / 2 cenouras pequenas em pedaços / 1 copo de vinho branco / 250ml de suco de laranja / 100g de bacon bem picadinho / 1 colher de sopa de manteiga / 1 colher de sopa de shoyu / 1 colher sopa bem cheia de farinha de trigo / 1 pitada de sal / 1 pitada de pimenta-do-reino


Modo de preparo:

1ª etapa / Corte a costela entre os ossos e coloque em um prato para temperá-la com shoyu e com o vinho. Reserve.

2ª etapa / Em uma panela já no fogo, frite o bacon com um pouco de óleo e manteiga.

3ª etapa / Adicione a costela cortada em pedaços e deixe selar em todos os lados, virando os pedaços. Enquanto isso, bata no liquidificador a cebola, as cenouras, os tomates, a pimenta, o sal e a farinha com suco de laranja, formando a base do molho.

4ª etapa / Acrescente esse molho à panela onde os pedaços de costela já estão refogados. Misture bem.

5ª etapa / Quando o molho iniciar a fervura baixe o fogo e deixe cozinhar de 90 a 120 minutos até a costela ficar macia e o molho ficar bem homogêneo. Hora do sacrifício! Para acompanhar fica a sugestão de um aipim-manteiga ou um arroz branco.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.