Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
43º dia de obra

Mais dois meses de obra pela frente na Sete de Setembro

Ampliação da capacidade de vazão do Arroio Luiz Rau, onde se formou a cratera, segue o cronograma
16/05/2019 03:00 16/05/2019 08:24

Foto por: Juarez Machado/GES
Descrição da foto: Avenida Sete: além da colocação do extravasor, foi preciso trocar adutora de lugar
A obra na cratera da Avenida Sete de Setembro, em Novo Hamburgo, entra hoje no 43º dia. Mesmo com as chuvas, a Secretaria de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Viários mantém o prazo de conclusão para a segunda quinzena de julho. Até a última terça-feira, a equipe trabalhava na colocação dos gabiões, mas precisou interromper o serviço, ontem, para que a Comusa pudesse fazer o remanejamento da adutora junto à ponte da Sete de Setembro.

De acordo com a autarquia, o extravasor construído pela Prefeitura estava no caminho da tubulação de água, por este motivo foi necessário mudar o cano de um ponto para outro. Conforme a Prefeitura, a realocação dos gabiões deve ser iniciada hoje.

A cratera se formou em consequência do temporal em 8 de março deste ano. A calamidade em decorrência da chuva fez com a União reconhecesse o estado de emergência decretado por Novo Hamburgo no início de abril.

No trecho em obras, está sendo instalado um extravasor, semelhante ao que foi feito na Rua Ícaro, no bairro Canudos, para ampliar a capacidade de vazão do Arroio Luiz Rau. Essa construção deve minimizar a chance de transbordamentos.

Obra junto à ponte deixa 20 mil sem água

No começo da manhã de ontem, a Comusa remanejou a adutora de água junto à ponte, por conta da obra da Prefeitura na cratera da Avenida Sete de Setembro. A conclusão ocorreu no final da tarde de ontem. Como foi necessário fechar os registros de água, bairros como Santo Afonso, Liberdade, Ideal, Vila Rosa, Rincão, Rio Branco e Industrial tiveram problemas no abastecimento.

Ainda de acordo com a autarquia de Novo Hamburgo, cerca de 20 mil economias foram afetadas durante o serviço e o abastecimento de água foi sendo retomado gradativamente na parte da noite. O serviço deveria ter sido realizado no dia 8 de maio, mas foi adiado devido às chuvas.

Trânsito segue bloqueado

A obra na cratera da Avenida Sete de Setembro deve durar até julho. Durante esse período, o trecho entre as avenidas Pedro Adams Filho e Primeiro de Março segue bloqueado para o trânsito.

O buraco chegou a ter mais de 5,5 metros de profundidade e 5,60 metros de comprimento, chegando a 2,5 metros de largura. A obra custará em torno de R$ 500 mil.

Apesar de a Prefeitura afirmar que trabalha no local desde o dia 9 de março, foi apenas no dia 4 de abril que funcionários da empresa Construsinos iniciaram os trabalhos no trecho com uso de máquinas. A primeira etapa foi abrir espaço para a colocação dos 30 metros de galeria, que vão ampliar a macrodrenagem. A opção pelo extravasor foi uma forma de dar uma solução durável para um problema que era recorrente.

Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS