Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Autismo

Quanto mais cedo o diagnóstico, melhor

Canoas lançará ambulatório para diagnosticar precocemente a condição em crianças e adolescentes
12/04/2019 10:24 12/04/2019 10:25


Paulo Pires/GES
Ambulatório funcionará no Caps IJ, no bairro Mathias Velho
Recém-celebrado, o Dia Mundia de Conscientização do Autismo - e também Dia Municipal em Canoas - chama a atenção para duas questões fundamentais: a prevenção ao preconceito através do conhecimento da causa e a definição do diagnóstico. Pensando na importância da identificação, o município - através da Secretaria Municipal da Saúde e de uma demanda do vereador Alexandre Gonçalves (PPS), inaugura no dia 29 o Ambulatório de Diagnóstico Precoce e Cuidado da Criança e Adolescente com Transtorno do Espectro Autista.

Vale destacar que a iniciativa pioneira é direcionada para crianças e jovens que ainda não têm diagnóstico fechado. “Vimos que existe um gargalo quanto ao diagnóstico precoce”, afirmou o secretário da Saúde de Canoas, Fernando Ritter. Segundo ele, a ideia é integrar a rede básica de saúde com a saúde mental. “Que bom que o secretário com 30, 40 dias de governo, nos ouviu”, acrescentou o vereador Alexandre.

O processo

A investigação do diagnóstico será feita no Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (Caps IJ), no bairro Mathias Velho. “Identificando algum sinal neste atendimento médico, a unidade de saúde agenda um acolhimento no Caps IJ”, explica o secretário.

Os pacientes passarão por cinco dias de consultas para fechar ou não o diagnóstico de autismo. Na semana anterior, a criança ou adolescente será atendida em alguma UBS e se suspeito o diagnóstico, será agendado o acolhimento com início na segunda-feira. De terça a sexta, consultas com psiquiatra, neurologista, psicólogo e fonoaudiologista complementarão a investigação. A família do paciente também é amparada nesta ação - sempre às terças-feiras.

Mãe de Davi, hoje com 16 anos, Fernanda Passos de Morais até identificou o jeito diferente do filho, mas pediatras atestaram que o menino simplesmente era quieto. O diagnóstico de Síndrome de Asperger veio agora, na adolescência. “Nosso grande sonho é transformar isso em um centro de referência, o que não existe no Estado”, afirma Ritter.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS