Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Dinheirinho extra

Oportunidade de renda na Páscoa

Chocolate se torna renda extra ou a principal com a produção de ovos artesanais
15/04/2019 13:35 15/04/2019 13:35


Paulo Pires
Produção intensificada de chocolates artesanais
O chocolate artesanal vem ganhando cada vez mais força, especialmente em tempos de Páscoa. Diferente dos chocolates tradicionais dos supermercados, as redes sociais transbordam anúncios com opções de encher os olhos, como os ovos de colher, trufados, além chocolates em formato de brinquedos, com temas românticos, entre tantos outros.

Esta paixão nacional rende a produção anual de 800 toneladas por ano e movimenta aproximadamente R$ 8 mil por tonelada, de acordo com informações do Sebrae. Para quem está trabalhando ou desempregado, surge aí uma grande oportunidade de negócio. O Sebrae calcula que o lucro médio de um fabricante artesanal possa chegar a 200%.

Para a desempregada Josiane Ribeiro, de 27 anos, este foi o caminho encontrado para driblar o desemprego. A operadora de telemarketing começou com doces como uma renda extra, mas neste ano passou a encarar como atividade principal. “Por enquanto os doces são a minha renda e a minha intenção é ser confeiteira”, revela a moradora do bairro Mathias Velho, que produz os artigos de Páscoa na cozinha de casa.

Alternativa após desemprego

Os doces entraram na vida da confeiteira Juciane Ferrão (foto), de 47 anos, através das trufas. Há um ano, elas complementavam a renda da então recepcionista. Após ficar sem emprego, ela intensificou a qualificação na produção de chocolates. “Fiz oficinas e também pesquisei valores e produtos de qualidade, para ver se valia a pena”, conta. E valeu. Juciane resolveu investir na confeitaria e hoje já passa de 50 o volume de encomendas para esta Páscoa. “Procuro novidades e opções que sejam bonitas, sempre com chocolate de qualidade, que tem custo maior mas não se pode economizar nisso”, comenta Juciane.

Entre as opções de presentes que ela oferece estão lembrancinhas a partir de R$ 10, até ovos de colher de 350 gramas por R$ 56. “Estou gostando bastante e, após a Páscoa, quero investir em bolos”, conta a confeiteira, que já avalia deixar a busca por um emprego formal para se dedicar exclusivamente aos doces.

Otimismo na data

A Páscoa deste ano deve trazer aumento das vendas de chocolate entre 4 e 5%, em relação ao ano passado. A expectativa é da Fecomércio-RS, que aposta na volta da compra de ovos maiores e das linhas gourmet. A Fecomércio ainda projeta que os chocolates estejam com valores mais acessíveis, comparados a oferta de 2018. “Temos uma situação econômica mais favorável em 2019, o que favorece as compras de Páscoa. Mesmo passando ainda por um processo de recuperação lenta, os consumidores estão mais confiantes e a confiança é um elemento fundamental para o consumo”, ressalta o presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn.

Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS