Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Obras

Transformações na mobilidade de Canoas

Conheças as obras que devem atingir 14 bairros da cidade
15/04/2019 15:37 15/04/2019 15:39

Obras incluem ciclovias, BRS e revitalização do CentroUma série de obras pretende trazer muitas mudanças à mobilidade de 14 bairros de Canoas. Uma delas já começa nesta semana, com a construção das ciclovias que farão ligação dos parques Getúlio Vargas (Capão do Corvo) e Eduardo Gomes (Parcão). O projeto chamado de caminhos do Parque tem a ordem de início assinada hoje e prevê construção de ciclovias e ciclofaixas unidirecionais no trecho de 4,2 quilômetros de extensão.
O projeto desenvolvido pela Secretaria de Projetos Estratégicos da cidade prevê ainda a construção de um BRS, desde a Avenida 17 de Abril, até a Avenida Boqueirão. Significa um serviço rápido de ônibus, através de uma faixa exclusiva destinada aos coletivos nos horários de maior movimento, que será construída em 12,4 quilômetros da via.
A Prefeitura também planeja a pavimentação de 36 ruas e avenidas, passando pelos bairros São José, Igara, Guajuviras, Olaria, Estância Velha, Marechal Rondon, Nossa Senhora das Graças, Niterói, Rio Branco, Fátima, Fátima, Harmonia, Centro e Mathias Velho. Serão quase 70 quilômetros contemplados, com investimento de R$ 76,6 milhões. Conforme o titular da secretaria, o arquiteto e urbanista Odir Baccarin, este projeto executivo já foi iniciado, com obras começando no segundo semestre e previsão de entrega ainda no primeiro semestre de 2020.

Boqueirão
O BRS tem capacidade para transportar seis mil pessoas por hora, conforme Baccarin. “No horário de pico este trajeto pode levar 50 minutos, com o BRS cai para 30 minutos”, detalha o secretário. Além do transporte, as avenidas também receberão melhorias no passeio público, ciclovias, iluminação, mobiliário urbano e câmeras de videomonitoramento, com investimento estimado em R$ 108 milhões. O projeto executivo deve ser licitado no próximo semestre, com previsão de início da execução no início de 2020 e entrega até o final do ano.

Centro
O Centro da cidade deve passar por uma revitalização, com intervenção em 6,25 quilômetros de vias, incluindo melhorias na pavimentação, iluminação, acessibilidade, entre outros. Segundo o secretário adjunto de Projetos Estratégicos, o engenheiro Francisco Horbe, neste semestre será licitado o projeto executivo para realização das melhorias. A projeção é que a obra custe R$ 26,6 milhões ao Município. De acordo com Secretaria, a expectativa é que ainda no primeiro semestre do ano que vem as obras estejam concluídas em 13 vias Centro.

Novos 40 km de ciclovias
A rede cicloviária ganhará mais de 40 quilômetros distribuídos entre os bairros Petrobrás (7,7 km), São Luís (8 km), Mathias Velho (12,1 km), entre as estações de trem (5,2 km), Fátima (3 km) e Niterói (5 km). Também serão construídos, de acordo com Baccarin, 32 estações bicicletárias. Ao todo, os investimentos em ciclovias e ciclofaixas deve ser de R$ 12,6 milhões, com conclusão das obras até junho do ano que vem. Este também é o prazo previsto para entrega do novo terminal Mathias Velho. Ainda neste ano deve começar a revitalização do local, que teve o estudo técnico encerrado no início deste mês. “O terminal será multimodal e receberá investimentos após termos ouvido o que as pessoas precisam”, comenta Baccarin. Pelo terminal passam pelo menos 30 mil pessoas por dia.

Licitação do transporte
Em paralelo as intervenções, um Plano de Mobilidade começará a ser executado neste mês. A empresa vencedora da licitação, que ainda não teve o nome revelado, vai avaliar os investimentos em mobilidade nos próximos dez anos. “É uma exigência para cidades acima de 20 mil habitantes, conforme a lei federal 12.587. Vai referendar muito do que está sendo feito e também apontar outras melhorias”, explica Horbe.
Dentro deste plano, serão determinadas as diretrizes para o lançamento do edital de licitação do transporte público de Canoas. Serão aproximadamente oito mil pessoas entrevistadas, com visitas a 2,3 mil residências, de acordo com o secretário de Projetos Estratégicos. “Será avaliado se o sistema atual atende a todas as demandas da população e quais são elas”, comenta Baccarin e salienta que a licitação também deve levar em conta sistemas sustentáveis para prestação do serviço.

Saiba mais

Confira como deve ser aplicado os recursos financiados pela Caixa, que antes eram destinados para custeio da construção do aeromóvel.

Amortização da dívida do aeromóvel – R$ 60.432.272,60

Sistema de transporte troncalizado (transporte rápido de ônibus na Av. 17 de Abril, Boqueirão e melhorias na região) – R$ 108.081.402,60

Revitalização da área central – R$ 26.695.500,00

Rede complementar (melhorias na pavimentação de 36 ruas) – R$ 76.627.947,00

Rede cicloviária integrada – R$ 12.600,00

Total: R$ 284.437.122,20

Fonte: Secretaria Municipal de Projetos Estratégicos


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS