Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Viagens a São Paulo

Família precisa de ajuda para tratamento de Kayron

Pais do bebê operado ainda no útero pedem auxílio financeiro para custear consultas fora do Estado
09/03/2019 16:38 09/03/2019 17:32


Arquivo pessoal
Fofura está com seis meses e faz tratamento em São Paulo
Com apenas seis meses de vida, Kayron certamente é considerado um vencedor. O pequeno foi operado enquanto ainda estava no útero da mãe, Taís Kiana da Silva, para evitar o risco de hidrocefalia - o bebê tem mielomeningocele e a cirurgia ocorreu na 26ª semana de gestação. Como a própria mãe destaca, muitas pessoas pensam que após o nascimento os problemas terminaram, mas ela lembra do mais importante atualmente: o tratamento do filho. Para seguir com o acompanhamento em São Paulo, a família pede ajuda financeira para viagens e para se manter fora do Estado.

"Precisamos ir para São Paulo para consultas e exames. Dia 11 temos que estar lá porque ele terá consulta com o neurologista. Ainda não conseguimos um aqui. Depois, vamos no dia 24 de abril e teremos que ficar lá 20 dias porque ele vai passar por todos os especialistas. Isso envolve muitos custos", explica Taís ao reforçar o quanto precisam de qualquer auxílio em dinheiro para ambas as viagens.

O tratamento de Kayron seguirá, pelo menos, até ele completar 5 ou 7 anos, lembra a mãe. Devido à mielomeningocele - malformação congênita da coluna vertebral, o bebê tem afetada a parte motora e necessita de fisioterapia para conseguir engatinhar e, posteriormente, andar. "Ele tem feito uma vez por semana com uma fisioterapeuta voluntária. Ela viu o caso dele no Facebook e entrou em contato conosco e ele está mostrando resultado", celebra Taís, que ainda contou, faceira, que o pequeno começou a ingerir frutinhas e adorou.

Como ajudar

Você pode ajudar a família do Kayron de duas formas: uma vaquinha on-line, cadastrada no site www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-o-kayron-a-vencer-esta-luta ou através de depósito na conta da Caixa do pai do bebê, Gilberto. "Qualquer valor, por mínimo que seja, nos ajuda. Tem muita gente que acha que a vakinha tem que ser acima de R$ 100 e não precisa, não", destaca Taís.

Dados bancários

  • Caixa - Agência: 0433 Op: 013
  • Conta: 00021021-4
  • Gilberto da Silveira Bica Jr.

Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS