Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Tudo normal até segunda

Médicos retomam atendimentos no Hospital Nossa Senhora das Graças

Cirurgias e consultas eletivas estavam suspensas há dois meses
08/11/2018 17:26 08/11/2018 17:26


Paulo Pires/GES
Médicos aceitaram proposta de receber um mês de salários atrasados
Os 120 médicos pessoa jurídica que atuam no Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) e que estão com salários em atraso concordaram com a oferta de receber o valor de um vencimento até a metade deste mês. Com isso, os atendimentos eletivos, que estavam suspensos há pelo menos dois meses, voltam ao normal na segunda-feira (12).

A proposta foi apresentada aos profissionais pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) após reunião no Ministério Público Estadual em Canoas, na quarta-feira, entre a categoria, a Prefeitura e a Associação Beneficente de Canoas (ABC), entidade que administra o Gracinha. Na ocasião, o prefeito Luiz Carlos Busato anunciou a liberação de R$ 1,2 milhão para pagamento de um mês de salário atrasado a fim de garantir os atendimentos na unidade.

“As consultas estão sendo retomadas gradualmente devido à necessidade de reorganização das escalas. Na segunda-feira (12), todos os atendimentos estarão ocorrendo normalmente”, informou, em nota, o Simers. “Os médicos sabem que este valor é um adiantamento de dezembro, mas a ideia é colaborar. A Prefeitura tem se mostrado muito disponível”, diz a diretora do Simers, Clarissa Bassin.

Divina Providência apenas apoia

Durante a reunião no MPE, os representantes da ABC anunciaram uma alternativa para as crises financeira e administrativa do HNSG: passar ou compartilhar a gestão da unidade com a Rede de Saúde Divina Providência (RSDP), entidade que gerencia os hospitais Divina Providência, Independência, Santa Isabel e São José. Após o encontro no MPE, o advogado da ABC, Abel Filiciani, declarou que ainda não havia um “protocolo de intenções”, mas que as tratativas estavam encaminhadas.

Contatada, a RSDP garante que apenas apoia a atual gestão do HNSG. “Diante da notícia de que a RSDP estaria em negociação para assumir a gestão do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), esclarecemos que a RSDP, solidariamente, limita-se a prestar ajuda na revisão do plano operativo daquela instituição neste momento”, afirma, em nota, a entidade.
No dia 26, todas as partes voltam a se reunir no MPE para reavaliar a situação. “Esperamos que até lá tenha outro gestor”, diz a diretora do Simers.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS