Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Nova Santa Rita

Civil tira fuzil das mãos do crime na Sanga Funda

Apreensão de armas e drogas ocorreu após denúncia anônima
09/08/2018 19:37 09/08/2018 19:38


DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Preso na Sanga Funda com armas, droga e munição
Em ação da Polícia Civil, uma suspeito foi preso e duas armas mais munições foram apreendidos nesta quinta-feira no município. De acordo com a titular da 1ª Delegacia da Polícia Civil em Canoas, delegada Kátia Rheinheimer, uma denúncia anônima levou os investigadores até o local, uma casa no bairro Sanga Funda.

O preso, um homem de 36 anos, até então apenas com antecedentes criminais de menor potencial ofensivo, como apropriação indébita e lesão corporal, guardava um fuzil alemão calibre 556, uma carabina calibre .44, dois carregadores de fuzil prontos para uso, aproximadamente 110 munições dos calibres 9mm e 556, duas gandolas camufladas e ainda 240 gramas de haxixe.

"Apesar da prisão e das apreensões, a investigação está recém começando. Temos de descobrir qual o uso pretendido para o fuzil e a carabina, mas o poder dessas armas apreendidas, juntamente com a droga e as roupas camufladas, dão indícios de que há mais alguém por trás disso, e que podem praticar roubos ou outros crimes de monta", comentou a delegada. Conforme o chefe de investigação da 1ª DP, Gilmar Oliveira, "as armas tinham numeração raspada" – significando que são ilegais e, portanto, usadas para o crime. Segundo Gilmar, ele será indiciado por tráfico de drogas e porte ilegal de armas e munições, que são de uso restrito. 

Para a delegada, a ação representou a importância da denúncia para o trabalho da Polícia Civil: "Todas as denúncias que recebemos têm anonimato garantido. E todas são averiguadas antes de colocarmos as equipes na rua. Quando uma denúncia é 'quente', como esta, que rendeu prisão e apreensão depois de um mês de investigação, tem reflexo na prevenção de crimes. Foram drogas e armas que tiramos das ruas e que certamente evitaram algum roubo e, possivelmente, até homicídio. É uma derrota do crime organizado, talvez de alguma facção", comemorou Kátia.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS