Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Empreendedorismo

Cresce o número de empreendedores

No primeiro semestre foram registrados mais 26% na cidade
09/08/2018 09:49 09/08/2018 09:49


Paulo Pires/GES
Marilei de Carvalho percebeu que faltava especialização na produção de roupas de ballet e figurino e investiu no ramo
Milhares de brasileiros encontraram no empreendedorismo uma oportunidade, diante da falta de emprego. Em Canoas, a abertura de negócios cresceu 26% apenas no primeiro semestre deste ano. No mesmo período do ano passado, em relação a 2016, o aumento era de 18%, conforme dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE). “Além dos empreendimentos locais, Canoas também tem atraído investimentos, o que aumenta a oferta de emprego e o giro de renda no município, tornando Canoas um núcleo de desenvolvimento econômico do sul do Brasil”, avalia o secretário da SMDE, Rodrigo Schnitzer.

A grande maioria destes novos negócios são micro e pequenos. No Rio Grande do Sul, elas são responsáveis por gerar 64% dos empregos, enquanto a média nacional é 54%, conforme a gestora do Sebrae, Bia Dauber.

Para o assessor de inovação e empreendedorismo da Universidade La Salle, a maioria busca mais o empreendedorismo pela necessidade, do que por oportunidades. Normalmente, acompanhado de falta de planejamento, conforme Jéfereson Monticelli. “Muitos erram na precificação, tributação, ou ao desconsiderar a concorrência e a legislação”, analisa Monticelli e ressalta que os resultados podem causar prejuízos à modelagem do negócio, podendo se tornar irreversível.

Planos de crescer

Depois de deixar o trabalho durante a gestação, a microempreendedora individual, Marilei de Carvalho, de 41 anos, resolveu investir no próprio negócio. A costura ela aprendeu com a mãe, mas encontrou uma oportunidade diferente e resolveu se especializar. “Percebi que faltava especialização na produção de roupas de ballet e figurinos para apresentações”, comenta Marieli que viu a necessidade de formalizar como MEI para atender as quatro escolas em que ela presta serviço. A intenção, conforme ela que também é estudante de Marketing, é expandir o negócio e gerar emprego. “A ideia é contratar uma pessoa para me auxiliar, sozinha não consigo ampliar a produção”, revela.

Apoio aos empresários

Reduzir a mortalidade das empresas depende de planejamento e da busca dos novos empreendedores por apoio. “Tem que buscar as universidades e entidades de classe. Um exemplo disso é o Empreenda Canoas, projeto da Universidade La Salle, com a Cics e CDL”, comenta Monticelli e acrescenta: “Apessoa não nasce empreendedora, mas pode se desenvolver empreendedora.” No Sebrae é oferecido suporte aos empreendedores na gestão dos pequenos negócios, com diagnósticos empresariais para orientar quanto às oportunidades de melhoria na empresa.

Saiba mais

Seis passos para abrir um negócio:

1 – Saiba qual negócio abrir
2 – Veja se você tem perfil
3 – Reúna informações sobre o negócio
4 – Organize-se
5 – Saiba como obter crédito para o seu negócio
6 – Coloque a mão na massa


Fonte: www.sebrae.com.br


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS