Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Flacidez

Adeus às pálpebras caídas sem cirurgia

Problema, que atrapalha a visão, pode ser revertido com a blefarofulguração
05/06/2018 10:58 05/06/2018 11:01

Divulgação
Antes e depois da blefarofulguração
Com o passar dos anos, é comum que a pele do rosto perca sua firmeza natural e fique mais flácida. Porém, mais do que um simples aspecto de cansaço, as pálpebras caídas podem trazer prejuízos à saúde, atrapalhando a visão. Pacientes que desejam reverter esse quadro, além de se beneficiar com o ganho estético, não têm apenas uma opção cirúrgica para o caso.

O especialista em Biomedicina Estética pela Associação Brasileira de Biomedicina e professor do curso de extensão da Universidade La Salle, Guilherme Correa Schenkel, dá detalhes sobre a blefarofulguração, uma intervenção sem cortes e de resultados muito positivos.

“Consiste na utilização de um eletrocautério para promover a retração do tecido palpebral que apresente flacidez. Após aplicarmos anestésico tópico no paciente, passamos para a marcação da região a ser tratada, é feita assepsia local e iniciamos o tratamento. É finalizado com aplicação de laser de baixa potência (LED) para modulação do processo de reparação tecidual, diminuindo assim o edema pós-procedimento. É feito em consultório, leva em torno de 30 a 40 minutos e após o paciente pode retornar às suas atividades, tomando alguns cuidados”, destaca.

Sessões

O professor ainda cita que as respostas do tratamento com os pacientes são sempre muito positivas. “Os resultados são visíveis e notados pelo paciente a partir da primeira sessão. O número de sessões é muito relativo e dependerá do quão afetada está a região, mas até hoje não precisamos de mais de quatro sessões em nenhum de nossos pacientes”, ressalta.

Escolha do profissional

Conforme Schenkel, alguns cuidados são necessários, como:

- Evitar exercícios físicos intensos por 72 horas;
- Evitar exposição a altas temperaturas pelo mesmo período e aplicar protetor solar, ao menos até o processo cicatricial terminar;
- Há ainda contraindicações ao tratamento: portadores de marcapassos; pessoas com doenças autoimunes (não controladas), infecções no local da aplicação, próteses metálicas; uso de medicações anticoagulantes e suspeita de lesões malignas.

A blefarofulguração pode ser feita em diferentes etapas, inclusive no estágio inicial da flacidez, e atenção ao profissional que realizará o procedimento é fundamental. “Procure se informar sobre a formação, capacidade técnica, se o equipamento utilizado no tratamento tem registro na Anvisa e relatos de pessoas que tenham se tratado previamente com este profissional.”

Capacitação

Schenkel ministra, no dia 9, a segunda edição do curso “Hands On” Blefarofulguração – Tratamento de Flacidez das Pálpebras, nas Clínicas Integradas, em Canoas. A capacitação é para profissionais da área de estética que tenham interesse na prática utilizando equipamentos de última geração. “Vamos dar ênfase ao tratamento palpebral que é o principal. Mas também passaremos pelos tratamentos melanoses solares. Vamos falar também sobre estritas e cicatrizes”, detalha. O curso é promovido pelas Clínicas Unilasalle e a Newskin. Detalhes sobre as inscrições estão em https://eventos.unilasalle.edu.br.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS