Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Em Taquara

Morre Mutuca, um dos precursores do rock no Estado

Carlos Eduardo Weyrauch tinha 71 anos
13/06/2018 08:37 13/06/2018 13:36

Facebook-Mutuca Weyrauch/Reprodução
Mutuca Weyrauch
O rock gaúcho está de luto. Morreu, na noite desta terça-feira (12), o músico Mutuca aos 71 anos. Natural de Taquara, Carlos Eduardo Weyrauch não resistiu a um infarto. De acordo com o amigo e também músico Kiko Sousa, Mutuca morreu em casa entre as 21 e as 22 horas de ontem. Com mais de 50 anos de carreira, "era um dos roqueiros mais longevos em atividade no Estado", explica o jornalista Felipe Vieira. No Jornal NH, Mutuca teve por anos o blog HOT CLUB.

"Uma perda irreparável. O Mutuca era um grande músico, um ícone, historiador do rock", lamenta Sousa, que destaca que ele foi um dos precursores do rock no Rio Grande do Sul. 

O velório ocorre na Capela L do Cemitério São Miguel e Almas, em Porto Alegre, onde ele será sepultado a partir das 16 horas.

A morte de Mutuca comoveu o cenário cultural gaúcho nesta quarta-feira. Nas redes sociais, personalidades ligadas ao rock no Estado, como o músico Frank Jorge e o comunicador Cagê Lisboa, lamentaram a perda nas redes sociais:

Trajetória 

O jornalista Felipe Vieira, que foi colega do Mutuca na Band RS, quando o músico apresentava o Hot Club do Mutuca nos sábados à tarde pela Ipanema 94.9 FM, conta um pouco da trajetória dele:

"Estreou em 1967 em Caxias do Sul como 'bandleader' da banda Alphagroup, participando do florescimento do rock feito nestes pagos por grupos lendários como Liverpool e Bixo da Seda. Com nove anos de idade (1955), presenciou os primeiros passos do rock’n’roll em Porto Alegre com a chegada dos discos 78 rotações e do Long Play de 10 polegadas, de Bill Haley & His Comets e do Rei Elvis Presley. Um ano depois, canta Tutti-Frutti, do Little Richard, no aniversário de um vizinho. Nas décadas seguintes, teve bandas com Cláudio Vera Cruz, Flávio Chaminé, Giba-Giba, Cláudio Levitan, Bebeco Garcia, Léo Ferlauto, Fernando Pezão e outros grandes músicos. Em 1991 fundou a antológica “Mutuca e os Animais”. No ano de 1999, a banda conquistou indicação ao Prêmio Açorianos com o CD Hot Club (Barulhinho), contando com Paulinho Supekovia (guitarra solo), Sérgio Stoch (teclados), Lúcio Vargas e Duda Guedes (bateria). Desde então, Mutuca se apresentava com novas formações em locais como o Believe Studio, na capital, e o Cult Café, em Rolante, além de ter feito o show de abertura de Jerry Lee Lewis no Pepsi On Stage em 2009."


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS