Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Comunicação

Agert debate a migração de frequências AM para FM

Secretário de Radiodifusão do Ministério das Comunicações, Moisés Moreira, fez visita ao Estado
09/03/2018 19:33 09/03/2018 20:12

Ascom/Agert
Moises Moreira junto com Roberto Cervo Melao
Nomeado em 20 de fevereiro deste ano para a função de secretário de Radiodifusão do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Moisés Queiroz Moreira esteve ontem no Rio Grande do Sul. Na pauta, reunião com a unidade regional da pasta e uma visita à diretoria da Associação Gaúcha das Emissoras de Rádio e Televisão (Agert), onde foi recebido pelo presidente Roberto Cervo Melão. “A intenção da visita é identificar in loco a redução dos processos pendentes que estamos tratando, a desburocratização de normas técnicas, a transição da TV analógica para a digital e a migração da rádios AM para o FM. Hoje existem normas e regras que podem ser flexibilizadas e desburocratizadas”, sintetizou Moreira. Sobre o desligamento do sinal analógico, considera a mudança um marco na história das comunicações no País. O desligamento no Estado se iniciou em 31 de janeiro e termina no próximo dia 14.

Migração do AM para o FM

É aguardado para este semestre que o MCTIC publique decreto dando prazo de 180 dias para que rádios que ainda operam na faixa AM (Modulação em Amplitude) possam solicitar a migração para a Frequência Modulada (FM). Das 1.781 emissoras AM operando no Brasil, 1,5 mil solicitaram a mudança. Na primeira etapa, cerca de 960 poderão operar na faixa atual de FM, de 88 Megahertz (MHz) a 108 MHz. As demais terão que esperar a conclusão do processo de digitalização da TV, que vai liberar espaço para a modificação. “A comunicação cada vez mais é local, as empresas são locais e, quando migra da AM para a FM o sinal atinge menores distâncias, mas melhora sensivelmente a qualidade, há bem menos interferências”, destacou o titular do MTIC, Gilberto Kassab (PSD), ao falar sobre o decreto em janeiro deste ano.

TV Digital

A programação da TV Digital já está disponível na região. Para ter acesso a ela, e necessário instalar os equipamentos. O processo mais simples é a instalação da antena que capte o sinal no telhado de casa. Televisores de LED, LCD ou plasma com o selo DTV já são digitais. A partir daí, basta instalar uma antena digital e sintonizar os canais. TVs não digitais precisam de um conversor e uma antena.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS