Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Bairro Olaria

O dilema das corujas no Loteamento São João

Moradores se mobilizam para preservar as aves no local
12/03/2018 14:01 12/03/2018 14:01


Andrei Fialho/Especial
Moradores tentam proteger aves que têm ninhos no terreno
O anúncio da Prefeitura de Canoas de construir um conjunto habitacional popular em uma área recreativa do loteamento São João, no bairro Olaria, tem agitado os moradores da região. A Associação Beneficente, Cultural e Desportiva Morada das Corujas, que representa legalmente a comunidade, está se mobilizando para que o Município reveja o projeto, pois no local da construção existem ninhos de corujas, além de uma nascente de água. A pedido da associação, servidores do Zoológico Municipal de Canoas demarcaram os locais dos ninhos.
Um dos primeiros residentes na localidade, Adão Ferrão, conta que, quando comprou seu terreno, o projeto do loteamento previa que a área recreativa fosse destinada para fins institucionais e ecológicos no bairro. “Setenta por cento dessa área seriam para construção de algum serviço de interesse público, como uma escola, posto de saúde ou quadras, e os 30% restantes seriam destinados para a preservação ambiental. Em 2014, conquistamos um ginásio poliesportivo, no Orçamento Participativo, que até agora não veio”, comenta o morador.

Ministério Público procurado
Outros moradores sentem-se lesados, pois quando compraram seus terrenos esperavam poder utilizar a área e acreditam que não terão mais benefício de usufruir do espaço coletivo. Eliane da Silva, que é segunda secretária da associação, conta que a entidade já foi ao Ministério Público com o intuito de impedir a futura construção. “Queremos nossa área de lazer e zelamos pelas corujas. Não somos contra as pessoas terem suas moradias, mas o que estão fazendo aqui é ir por cima do que compramos, além de tirar a nossa área. E as corujas, como ficam?”, questionou.

O que diz a Prefeitura
A Prefeitura de Canoas informa que a área em que o empreendimento será construído foi dividida em duas, sendo uma delas para a construção e a outra é uma área de praça, que será preservada e já foi concedida a licença ambiental. Com relação ao ninho de corujas, a Prefeitura assinala que a área foi sinalizada por técnicos do município, para garantir a preservação das aves.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS