Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Redução de juros

Bancos estudam projeto para alterar dívida de cheque especial

Alguns bancos, porém, já oferecem mudança de crédito a clientes encrencados no especial
09/03/2018 07:27 09/03/2018 07:27

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) confirmou nesta quinta-feira (8) que estuda ações para alterar o modelo do cheque especial no País, o que deverá reduzir o custo dos juros altíssimos hoje cobrados dos correntistas. Como O Globo informou, a ideia é fazer com que os clientes não fiquem por mais de 30 dias nessa modalidade de empréstimos, uma das mais caras do sistema bancário.

O juro médio do cheque especial está em 324,5% ao ano. A ideia dos bancos é fazer com que, após um período de 30 dias, essa dívida seja convertida em crédito pessoal, que tem taxa de 122,6%.

Na avaliação de João Augusto Salles, analista da consultoria Lopes & Filho, os bancos têm interesse em adotar medidas como essa porque reduzem o risco de crédito, enquanto mantêm os clientes em uma linha de crédito: "Você incentiva as pessoas a saírem dessa linha, que pode virar uma bola de neve, e ir para outra mais em conta."

Salles afirma ainda que é possível traçar um paralelo entre essa medida em estudo e a do rotativo do cartão de crédito, anunciada em março do ano passado: "Quem muda de linha de crédito ganha um pouco mais de fôlego. A taxa do crédito pessoal é cerca de metade da do cheque especial ou rotativo. Mas o ideal é ir para o consignado, que é ainda menor."


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS