Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Esporte de luto

Morre Bebeto de Freitas, ex-treinador da geração de prata do vôlei brasileiro

Bebeto chegou a ser atendido na Cidade do Galo, mas não resistiu após passar mal. Hamburguense Paulo Roese lementa a perda
13/03/2018 16:27 13/03/2018 17:21

Divulgação
Bebeto de Freitas fez história no vôlei nacional
Faleceu na tarde desta terça-feira (13), em Belo Horizonte (MG), o ex-treinador da geração de prata do vôlei masculino e atual diretor de administração e controle do Atlético-MG, Bebeto de Freitas. Aos 68 anos, o dirigente passou mal na Cidade do Galo e recebeu atendimento médico imediato, mas acabou não resistindo. Pelas redes sociais, atletas e ex-atletas de relacionamento próximo a Bebeto de Freitas lamentaram o fato.

O ex-levantador hamburguense Paulo Roese lamentou a perda do seu ex-treinador, que era considerado um pai por ele. Roese, ex-técnico da Voleisul, foi atleta de Bebeto de Freitas em 1981, no Atlântica/Boavista, quando foram vice-campeões mundiais (juvenil). Depois trabalharam juntos de 1981 a 1986 no Bradesco, além da Olimpíada de Seul, na  Coreia do Sul, em 1988.

“Sem palavras, estou emocionado e chorando aqui, porque se existe alguém responsável por eu ter sido alguém dentro do esporte e no voleibol, foi ele. Sem dúvidas ele foi meu pai. Várias vezes eu quis desistir, e essa pessoa ligava para minha mãe e quase a forçava em me mandar de volta para o Rio de Janeiro. Não tenho o que falar, só ter as lembranças maravilhosas que tive com ele. É um sentimento de perda enorme, de vazio. Se existia alguém que eu admirava dentro do esporte e na vida, é esse cara. Sempre falei que era o filho dele, porque o que ele fez por mim, poucas pessoas fariam. Quero deixar registrado minha dor e minha perda. Ele foi uma pessoa sensacional na minha vida.”



Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS