Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Bi da Recopa

Supercampeão da América

Com defesa de pênalti de Marcelo Grohe, Grêmio é bicampeão da Recopa e leva mais um título continental em menos de três meses
22/02/2018 01:39 22/02/2018 01:40

AFP
Muita festa na Arena durante a comemoração do título da Recopa
Foi dramático e sofrido, mas o Grêmio é bicampeão da Recopa Sul-Americana. Na noite desta quarta-feira, em um jogo que se arrastou madrugada adentro, o Tricolor venceu o Independiente nas penalidades após um duelo que terminou em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. Na decisão, o Tricolor fez os seus cinco pênaltis e carimbou o título com defesa do campo-bonense Marcelo Grohe na última cobrança do Independiente. No final, o torcedor gremista pôde soltar o grito de campeão após jornada angustiante na Arena, que garantiu aos gaúchos o primeiro título da temporada e a segunda conquista continental em três meses.

O Grêmio iniciou disposto a resolver a bronca. Com Everton endiabrado, se jogou ao ataque e teve boas oportunidades. Logo aos 7min, Alisson pifou Everton dentro da área, o atacante driblou o goleiro, mas quando bateu, Amorebieta surgiu para salvar em cima da linha. Até os 15min, o duelo foi de alta intensidade e com muita movimentação. Porém os argentinos começaram a controlar as ações na base do pontapé, o que fez o árbitro abusar dos cartões amarelos. Aos 37min o Grêmio chegou forte de novo. Geromel cobrou falta, Cícero desviou de cabeça e Luan, sozinho, chutou para fora. Dois minutos depois, Luan foi acertado, ficou caído no chão e o árbitro solicitou o vídeo. Na consulta, verificou o exagero de Amorebieta e expulsou o defensor do Independiente. O Tricolor foi para o intervalo lamentando o placar zerado por conta das boas oportunidades.

Com um homem a mais, o Grêmio voltou para a etapa final disposto a tirar vantagem. E teve controle da partida mas não conseguiu furar o bloqueio dos argentinos. Everton e Jael estiveram perto de marcar. Com o placar zerado, a decisão avançou para a prorrogação, onde o Tricolor seguiu massacrando, mas sem conseguir vazar o goleiro. Nas penalidades Maicon, Cícero, Jael, Everton e Luan marcaram e Marcelo Grohe sacramentou o título ao defender pênalti de Benítez.

GRÊMIO

Marcelo Grohe; Léo Moura (Paulo Miranda), Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Jailson (Jael), Alisson (Maicosuel) e Luan; Everton e Cícero. Técnico - Renato Portaluppi.

INDEPENDIENTE

Campaña; Bustos (Gutiérrez), Alan Franco, Amorebieta e Gastón Silva; Gaibor, Diego Rodríguez (Benítez), Domingo e Menéndez (Silvio Romero); Meza e Fernández (Figal). Técnico - Ariel Holan.

AFP
Goleiro Marcelo Grohe, de Campo Bom, defendeu o pênalti que garantiu o título

COTAÇÕES

GRÊMIO - Teve controle do jogo, mas pecou na hora de definir a partida. Nota 7

MARCELO GROHE – Não teve trabalho durante o jogo e ainda defendeu o pênalti do título. Nota 9

LÉO MOURA – Iniciou bem a partida, mas teve que sair com um problema na coxa. Sem nota

GEROMEL – Sempre acima da média. Ontem, mais uma vez mostrou muita qualidade. Nota 7

KANNEMANN – Raçudo. Defendeu com propriedade e garantiu segurança. Nota 7

CORTEZ – Fez parceria boa com Everton no primeiro tempo. No segundo faltou perna. Nota 6

MAICON – Um leão no meio. Capitão foi firme nas jogadas e teve ótima participação. Nota 7

JAILSON – Pouco exigido na marcação, sendo liberado para o ataque. Foi bem. Nota 6

ALISSON – Primeiro tempo de muita intensidade, mas perdeu fôlego no final. Nota 6

LUAN – Teve um primeiro tempo melhor do que o segundo. Mas fez o pênalti... Nota 7

EVERTON – Jogou muita bola no primeiro tempo. É rápido e objetivo. Um dos melhores. Nota 8

CÍCERO – Jogador fundamental no esquema do técnico Renato. Boa atuação. Nota 7

PAULO MIRANDA – Entrou na vaga do lesionado Léo Moura e não comprometeu. Nota 6

JAEL – Sempre entra com muita vontade. Teve boas oportunidades e acertou cabeçada no travessão. Nota 7

MAICOSUEL – Participou bem mas precisa de mais ritmo de jogo. Tem qualidade. Nota 6

RENATO PORTALUPPI - As mudanças que fez na equipe surtiram efeito, mas o time ainda busca o encaixe. Nota 7



Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS