Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região De volta ao lar

Cachorro roubado em Cachoeirinha é recuperado em Gravataí

Família procurava pelo bichinho desde novembro

Por Giovani de Oliveira
Última atualização: 20.07.2017 às 15:58

Polícia Civil/Divulgação
Cachorro será devolvido à família

Exatamente oito meses depois de ter a residência roubada, em Cachoeirinha, uma família vai poder reencontrar o seu cachorro, que havia sido levado no dia 19 de novembro de 2016. A Polícia Civil conseguiu encontrar o animal na zona rual de Gravataí, na manhã desta quarta-feira (19).

O delegado Gustavo Brentano, da 1ª Delegacia de Polícia do município, informou que a pequena Pandora, uma cadelinha da raça pug, foi localizada no Parque dos Eucaliptos, durante a operação realizada ontem, que investigava uma série de roubos a residências na zona rural de Gravataí.

Quando os policiais encontraram Pandora, pensaram se tratar de um outro cachorro, que havia sido roubado de uma casa na região e entraram em contato com a família, que negou. Identificados os donos, em Cachoeirinha, a Polícia Civil já começa a investigar se os autores dos assaltos que eram investigados em Gravataí podem ter envolvimentos com crimes em outros municípios.

Já na manhã desta quinta-feira (20), Pandora reencontrou seu lar. "Quando chegamos na delegacia, ela ficou quietinha. Só se soltou depois que a chamamos e brincamos um pouco. Aí, ela nos lambeu, fez festa", relatou Nattiana Gonçalves. Junto com o marido, Marcelo Ávila, ela havia criado uma página no Facebook, divulgando fotos da mascote e oferecendo uma recompensa de R$1 mil.

Após oito meses, Nattiana diz que já estava perdendo a esperança, mas ainda assim continuava procurando. "Sempre cuidava anúncios de vendas. Se fossem filhotes, pedia para ver a mãe". Ela ainda faz questão de agradecer a todos que ajudaram nas buscas. "Foram muitos compartilhamentos no Facebook. Os policiais também cuidaram muito bem dela, levaram na pet. Quando chegamos ela estava limpa, cheirosinha", comenta.

A Polícia Civil ainda não divulgou informações sobre quem pode ter roubado a cadelinha. "Ela estava na casa de um dos investigados, mas não podemos confirmar se ele foi o autor do roubo", explicou Brentano. O delegado ressaltou que ainda é cedo até para falar em receptação, mas que as responsabilidades estão sendo apuradas.


Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.